Jamie Vardy entrou tarde na ribalta do futebol mundial. Só aos 28 anos o avançado começou a dar nas vistas no Leicester, até ser chamado à seleção inglesa. Vardy foi um dos grandes obreiros do inédito título de campeão da Premier League do Leicester em 2015/2017. O avançado marcou 24 golos na prova, menos uma que Harry Kane, artilheiro da competição.

Na autobiografia que vai lançar em outubro, Vardy conta alguns dos episódios da sua carreira. Um dos pontos abordados é a alimentação do temível avançado. Conhecido por ser um jogador rápido, que nunca dá uma bola por perdida e que consegue impor sempre o seu físico, Vardy divulgou a sua dieta e os seus hábitos alimentares que o fazem correr que nem um louco durante 90 minutos.

"Não sei como é que começou, nem porquê, mas decidi beber sempre um copo de Porto na noite anterior aos jogos da época 2015/16. Normalmente não sou supersticioso, mas desde que marquei ao Sunderland, na primeira jornada, não quis mudar nada. Enchia um pequeno copo de plástico ou metade de garrafa de bebida energética e ia saboreando o vinho do Porto enquanto via televisão. O sabor faz-me lembrar a Ribena [bebida de groselha] e ajuda-me a desligar e a dormir mais facilmente na véspera dos jogos", contou o avançado, em declarações citadas pela imprensa inglesa.

Além do vinho do Porto, a dieta de Vardy inclui feijões, omeleta de fiambre e queijo e bebidas energéticas.

"Depois, num típico sábado, com jogo às 03h00 da tarde, bebo uma lata de Red Bull mal acordo - e ela desaparece em 30 segundos! Não tomo pequeno almoço, nem nada que seja até às 11h30, quando como uma omeleta de queijo e fiambre com feijões cozidos, empurrada com outra lata de Red Bull, bebida rapidamente. Enquanto espero e mato um pouco de tempo, tomo um café expresso duplo, normalmente com o Marcin Wasilewski. Entramos no balnéario uma hora e meia antes dos jogos e é altura de beber outra Red Bull. Mas esta bebo-a devagar até à altura em que vamos para o aquecimento, deixando apenas um pouco para o regresso", frisou.

"Assim, são três Red Bull, um café expresso duplo e uma omeleta de queijo e fiambre que me fazem correr como um louco num dia de jogo", acrescenta Vardy.

A sua ´hiperatividade` em campo impressionou até José Mourinho que deixou escapar o seguinte comentário quando enfrentou o Leicester em setembro do ano passaado numa altura em que treinava o Chelsea. "Mas tu nunca páras de correr?", perguntou Mourinho à Vardy.

Uma dieta nada normal num jogador que já teve problemas com o álcool e chegou tarde à ribalta do futebol mundial.

*Artigo atualizado.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.