O norueguês Ole Gunnar Solskjaer manifestou-se hoje “muito orgulhoso” pelos três anos em que treinou a equipa de futebol do Manchester United e confessou que se sentiu sempre apoiado pelos jogadores dos ‘red devils’.

“A direção e os proprietários ajudaram-me a trazer boas pessoas, bons jogadores e acho - aliás sei - que deixo este clube com um plantel ainda melhor”, afirmou Solskjaer, em entrevista ao canal do Manchester United, após ter sido demitido do comando técnico da equipa, na sequência da pesada derrota com o Watford (4-1), no sábado.

O treinador, de 48 anos, assumiu que foi “um orgulho” liderar a equipa do United, a qual assumiu em 2018, para substituir o português José Mourinho, depois de ter representado o clube, como futebolista, durante 11 anos, entre 1996 e 2007.

“Todos sabem que dei o melhor de mim por este clube. Queria elevar-nos a um patamar superior, para lutarmos pela Liga e ganharmos troféus, mas, infelizmente, não consegui os resultados de que precisávamos e chegou a altura de me afastar”, referiu o técnico, que deixa Old Trafford sem qualquer troféu conquistado.

De resto, Solskjaer confessou que concretizou “um sonho” ao treinar o Manchester United, depois de ter sido jogador do clube e treinador da equipa de reservas.

“Sinto muito orgulho mesmo. É algo com que se sonha durante uma vida. Foi uma experiência incrível do primeiro ao último minuto. Tenho de agradecer aos jogadores, porque, desde que cheguei, foram ótimos companheiros, ótimas pessoas. Alguns vieram, outros foram embora, mas foi muito agradável trabalhar com todos eles”, salientou.

Solskjaer mostrou-se confiante de que deixou “as bases” certas para o United ter sucesso no futuro e revelou que vai “apoiar” o próximo treinador dos ‘red devils’, nos quais alinham os internacionais portugueses Cristiano Ronaldo, Diogo Dalot e Bruno Fernandes, que já agradeceu ao técnico, numa publicação na rede social Instagram.

“Considerando tudo aquilo que fez por mim, um ‘obrigado’ nunca será suficiente, mas estou muito grato por ter acreditado em mim e por me ter dado a oportunidade de representar este clube”, escreveu Fernandes, que trocou o Sporting pelos ‘red devils’ em janeiro de 2020.

O Manchester United anunciou hoje a saída de Ole Gunnar Solskjaer, na sequência da derrota com o Watford (4-1), a quinta nos últimos sete jogos da Liga inglesa, que fez com que os ‘red devils’ caíssem para o oitavo lugar da prova.

De acordo com o emblema de Manchester, o adjunto Michael Carrick “vai agora assumir o comando da equipa nos próximos jogos, enquanto o clube procura um treinador para ficar interinamente até ao final da temporada”.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.