Ole Gunnar Solskjaer foi a escolha do Manchester United para suceder a José Mourinho no comando dos 'red devils' em 2018. O técnico começou bem mas a performance da equipa no final da época ficou aquém do esperado. No entanto, desde a chegada de Bruno Fernandes em janeiro de 2020, a equipa melhorou muito. Para o técnico, a diferença está na mentalidade.

"Prefiro ver um buraco na equipa do que um idiota. A personalidade é tão importante. Somos uma equipa num ambiente de equipa. Queres que os jogadores tenham um pouco de ego mas eles têm de ser capazes de adaptar-se. Em março de 2019, eles estavam física e mentalmente cansados e tínhamos lesões. Os jogadores começaram com pensamentos negativos, enquanto agora o pensamento é positivo", analisou o técnico, em entrevista à revista 'United We Stand'.

Na sua análise, o técnico explicou que teve de implementar mudanças, depois de ter tido dificuldades com algumas "maças podres" em 2019. De recordar que os avançados Romelu Lukaku e Alexis Sanchez deixaram o clube no último verão para reforçarem o Inter Milão.

"Havia outras coisas de que eu não gostava na época passada, algumas agendas pessoais, que não puderam ser resolvidas até ao verão. Haverá sempre jogadores que querem jogar mais no futebol, mas, se uma equipa quiser ser bem-sucedida, então os jogadores têm de estar disponíveis em tempos diferentes. Sinto que nesta equipa não há uma maçã podre", atirou.

Na altura da paragem da Premier League devido ao surto de COVID-19, o Manchester United ia numa série de 11 jogos sem perder. Os 'red devils' estão no 5.º lugar da Liga Inglesa, a três pontos do Chelsea, a primeira equipa em posição de 'Champions'.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.