Rúben Neves admitiu que a decisão de deixar o FC Porto no verão de 2017 foi difícil. Em entrevista à Sky Sports, o médio do Wolverhampton contou que a falta de minutos o obrigou a pensar na sua carreira.

"Foi uma decisão difícil porque era jogador do FC Porto, estava no meu país e estava a jogar na Champions League. Mas na minha última época no FC Porto, não estava a jogar tanto, por isso precisava de pensar sobre mim e sobre a minha carreira. Quando falei com o Wolves, gostei muito do projeto e da ambição", explicou.

A mudança para Inglaterra teve uma grande influência de Nuno Espírito Santo que também tinha acabado de rumar ao Wolverhampton.

"Ele [Nuno Espírito Santo] foi um grande fator. O Nuno foi o meu último treinador no Porto e chamou-me para me dizer que queria que fosse com ele. Ele é uma pessoa muito relaxada que não fala muito fora do campo. Ele gosta de descansar e passar tempo com a família. Está sempre a pensar no amanhã e no que pode fazer para ajudar a equipa", disse.

Houve tempo ainda para o português falar de Cristiano Ronaldo e a 'fome' de melhorar que o craque português têm e que surpreendeu Rúben Neves.

"Acho que ele é o melhor - a forma como treina, o seu profissionalismo, e a forma como tenta ajudar os jogadores jovens para nos dar experiência. Fora do campo ele é simpático mas o que me impressionou mais foi a forma como treina. Ele nunca para, e sente sempre que há algo a melhorar. Nunca está satisfeito, quer sempre melhorar e alcançar ainda mais", concluiu.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.