O Manchester City estreou-se hoje na Liga inglesa de futebol com um triunfo por 3-1 em casa do Wolverhampton de Nuno Espírito Santo, que sofreu o primeiro desaire da época, à segunda jornada.

O vice-campeão inglês, de Pep Guardiola, sem os portugueses Bernardo Silva e João Cancelo, impôs-se com um penálti do belga Kevin De Bruyne, aos 20 minutos, e remates de Philip Foden, aos 32, e Gabriel Jesus, aos 90+5.

De Bruyne converteu o castigo máximo que sofreu no limite da linha lateral da área e mais tarde Foden concluiu um lance de ataque quase todo ao primeiro toque, garantindo confortável vantagem ao intervalo.

O Wolverhampton, que contou com cinco portugueses no onze - Rui Patrício, João Moutinho, Ruben Neves, Podence e Pedro Neto – entraram ainda Ruben Vinagre e Fábio Silva – pressionou na etapa complementar e ainda reduziu aos 78, pela cabeça do ex-benfiquista Raul Jiménez, após um ‘túnel’ e assistência de Daniel Podence.

Os anfitriões ameaçavam resgatar um ponto, contudo Gabriel Jesus sentenciou já no quinto minuto de tempo extra, beneficiando de um ressalto e esgueirando-se para a baliza.

O Aston Villa estreou-se no campeonato com um triunfo por 1-0 sobre o Sheffield United, que jogou em inferioridade numérica desde os 12 minutos, por expulsão do defesa irlandês John Egan.

Os forasteiros ainda falharam um penálti aos 36, com o disparo de John Lundstram a ser defendido pelo guarda-redes Emiliano Martínez.

O encontro ficou decidido aos 63 minutos, num canto que contou com um primeiro desvio de cabeça antes de Ezri Konsa, também de cabeça, fazer o único golo do encontro.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.