O futebolista Leonardo Campana do Wolverhampton, treinado pelo português Nuno Espírito Santo, revelou hoje estar a “sentir-se muito bem”, após ter testado positivo por COVID-19 há cerca de duas semanas.

“Há duas semanas, testei positivo para COVID-19, mas hoje, graças a Deus, sinto-me muito bem”, informou o avançado internacional equatoriano, através de um vídeo publicado na rede social Twitter.

Campana, que chegou à equipa da Liga inglesa em janeiro, mas ainda não se estreou, anunciou que vai ajudar o seu país com bens alimentares e medicamentos.

"Nasci num país onde a solidariedade é evidente em momentos difíceis como este. Sei que são momentos muito complicados, mas juntos podemos superá-los. Podem contar com o meu apoio através da Campana Foundation de forma a ajudar várias organizações e comunidades que precisam de apoio com comida e medicamentos”, terminou o jovem avançado, de 19 anos.

No ‘Wolves’, o jogador equatoriano é companheiro dos portugueses Rui Patrício, Rúben Vinagre, Bruno Jordão, Rúben Neves, João Moutinho, Flávio Cristóvão, Pedro Neto, Daniel Podence e Diogo Jota.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da COVID-19, já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais mais de 50 mil morreram.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia, e o continente europeu é neste momento o mais atingido.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 17 de abril, registaram-se 209 mortes e 9.034 casos de infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.