O Chelsea saiu derrotado (1-0) da visita ao campo do Everton este sábado, em jogo da 12.ª jornada da Liga inglesa de futebol, e pode ficar mais longe da liderança partilhada por Liverpool e Tottenham.

Em Goodison Park, com o internacional português André Gomes a iniciar o jogo no banco dos ‘toffees’, o arranque acabou por ‘sorrir’ aos anfitriões, que chegaram à vantagem e ao único tento do desafio através da cobrança de uma grande penalidade, por Sigurdsson, aos 22 minutos, a castigar um ‘atropelamento’ do guarda-redes Mendy a Calvert-Lewin.

Os comandados de Frank Lampard acabaram por ser superiores na segunda parte, porém, o azar estava mesmo do lado dos londrinos, que, já depois de Reece James ter atirado ao poste no primeiro tempo, voltaram a ter nova bola no ferro, desta vez por Mason Mount.

Com esta derrota, o Chelsea permanece com 22 pontos, no terceiro lugar, e, caso o Tottenham, de José Mourinho, e o campeão Liverpool vençam os respetivos encontros, pode ficar a cinco do topo, sendo que ainda corre o risco de perder o último lugar do pódio para Leicester e Southampton.

O jogo de cartaz da ronda aconteceu mais cedo, entre Manchester United e Manchester City, mas de espetáculo não teve nada, com as duas equipas a anularem-se em Old Trafford, num jogo que contou com Bruno Fernandes no lado dos ‘red devils’, enquanto nos ‘citizens’ entraram no 11 João Cancelo e Rúben Dias. Bernardo Silva foi suplente não utilizado.

O resultado de hoje deixa o United em oitavo lugar, a quatro pontos dos 'spurs', que no domingo jogam em casa do Cristal Palace, enquanto o City é nono a cinco pontos.

Mais cedo nesta 12.ª jornada, o Wolverhampton, de Nuno Espírito Santo, ‘deixou-se’ perder nos descontos com o Aston Villa (1-0), com um penálti de Nélson Semedo e com um ataque ineficaz, e, já depois, o Newcastle venceu em casa o ‘aflito’ West Bromwich (17.º), por 2-1.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.