André Gomes regressou aos relvados depois de, em novembro, ter sofrido uma grave fratura no tornozelo direito. Em entrevista ao programa 'Football Focus' da BBC, o médio do Everton recordou o que se seguiu ao momento da lesão.

"Eu estava ciente de tudo. Tinha noção que a situação não era traumática apenas para mim, mas também para as pessoas que estavam nas bancadas a assistir e a olhar diretamente para mim", começou por recordar.

"Lembro-me do momento em que o médico quis meter o tornozelo no sítio. Estive o tempo todo a olhar só para o joelho. Estava a segurar a perna com o joelho à frente para não conseguir ver o meu próprio pé. Não queria ficar com a imagem traumática da lesão", admitiu.

André Gomes revelou ainda que nunca chegou a ver a lesão. "Não vi o meu pé, mas conseguia ver a reação das pessoas nas bancadas. A reação delas era horrível. Quando vais a um jogo o objetivo é divertires-te e aproveitar, ninguém espera assistir a uma situação daquelas", acrescentou.

"O meu irmão, a mulher dele e a minha sobrinha estavam no estádio. A minha sobrinha é demasiado pequena para perceber o que aconteceu, mas não era propriamente o tipo de coisa a que o meu irmão queria assistir, especialmente porque ele próprio passou por momentos difíceis devido a lesões. Ele tentou saltar da bancada para o relvado porque estava a dar em doido com a situação", contou o médio do Everton.

A recuperação também não foi um processo fácil, como explica o jogador. "Evitei o telemóvel durante os primeiros três ou quatro dias. Precisava de tempo para perceber o que tinha acabado de acontecer e o que se seguia. Muita gente entrou em contacto comigo. Lembro-me do Danny Welbeck, Aaron Ramsey e do Alan Shearer, que também sofreram lesões graves. Foram inacreditáveis", disse André Gomes.

"Falei com alguns jogadores. Seamus foi um deles. Ele sofreu uma lesão horrível. Eu perguntava-lhe 'qual foi o teu processo?' especialmente mentalmente, 'como é que lidaste com a dor? Como foi o regresso?' Eu queria saber tudo sobre uma lesão como esta e ele ajudou-me imenso", referiu ainda o médio português.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.