A Rússia levantou hoje a proibição temporal de entrada no país de desportistas e treinadores estrangeiros devido à pandemia da covid-19, anunciou o governo russo.

A autorização de entrada de desportistas e treinadores estrangeiros no país abrange apenas profissionais com um contrato em vigor com alguma organização desportiva russa, ficando estes obrigados a uma quarentena de 14 dias a partir do momento em que chegam à Rússia.

De acordo com um comunicado publicado no sítio oficial do governo, esta decisão procura ajudar os clubes russos a regressarem aos treinos após o gradual levantamento das restrições sanitárias impostas para controlar a pandemia da covid-19.

O levantamento da proibição de entrada de estrangeiros acontece num momento em que a Liga russa de futebol se prepara para voltar, já que em 15 de maio foi anunciado que o campeonato regressaria em 21 de junho, e um dia depois de o Lokomotiv Moscovo ter confirmado que o futebolista peruano Jefferson Farfán contraiu covid-19.

Em 21 de junho, quando a Liga russa for retomada com os jogos da 23.ª jornada, o campeão e atual líder Zenit São Petersburgo, com nove pontos de vantagem sobre o Lokomotiv Moscovo (segundo colocado) e o Krasnodar (terceiro), fará o regresso em casa do CSKA Moscovo (quinto).

As oito jornadas restantes da liga russa, que foi das últimas na Europa a suspender os jogos (em meados de março), serão disputadas de 21 de junho a 22 de julho, o que significa que os clubes terão que jogar duas vezes por semana.

A nível global, segundo um balanço da agência de notícias AFP, a pandemia de covid-19 já provocou mais de 309 mil mortos e infetou mais de 4,5 milhões de pessoas em 196 países e territórios. Mais de 1,6 milhões de doentes foram considerados curados.

A Rússia é o segundo país do mundo com mais infeções (mais de 272 mil), apesar de registar apenas 2.537 mortos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.