A Ucrânia foi até Glasgow bater a Escócia por 3-1 esta quarta-feira, na meia-final do play-off de apuramento ao Mundial2022. Os ucranianos estiveram a vencer por 2-0, os escoceses reduziram e acreditaram mas um terceiro golo nos descontos resolveu a contenda.

A Ucrânia vai agora preparar-se para discutir com o País de Gales a última vaga europeia para o Mundial2022 de futebol, no Qatar.

Esta foi a primeira vez que a seleção ucraniana de futebol disputou um jogo oficial, após a invasão russa, a 24 de fevereiro.

FOTOS: O 1.º jogo da seleção ucraniana após a invasão russa é amor em estado puro

Em Glasgow, a Escócia não conseguiu tirar partido do 'fator casa', ante um adversário redobradamente unido, após a guerra entre a Rússia e a Ucrânia, que já dura há mais de três meses.

Dispensados de combater militarmente, os pupilos de Oleksandr Petrakov prepararam-se em Brdo, nos Alpes eslovenos, para a 'sua guerra', que é garantir a viagem para o Qatar, no final do ano, vencendo os dois jogos do 'play-off' europeu de qualificação para o Mundial.

Sem disputar partidas oficiais desde novembro, a seleção que equipa de amarelo apresentou-se no entanto em muito boa forma, sobretudo a sua 'legião estrangeira', os jogadores que militam nos melhores campeonatos da Europa.

Com o benfiquista Yaremchuk a titular, a Ucrânia contou com forte apoio nas bancadas do Hampden Park em Glasgow, neste que é o primeiro jogo oficial da seleção após a invasão russa, a 24 de fevereiro de 2022.

Aos 33 minutos, Yarmolenko aproveitou um fantástico passe de Roman Malinovskyi para dar vantagem aos ucranianos, resultado com que se chegou ao intervalo. Ao 'criativo' do West Ham bastaram dois toques na bola - um para a receber e o outro para fazer um irrepreensível 'chapéu' sobre Gordon. Receção de classe e finalização ainda melhor do extremo ucraniano.

O 45.º golo da sua carreira na 'Zbirna' deixa-o já muito perto do recorde de 48 tentos de Andriy Shevchenko, ainda o melhor marcador da seleção.

No quarto minuto do segundo tempo, Yaremchuk fez o 2-0, assistido pelo lateral direito Karavaev. Após uma jogada de ataque da Ucrânia, a bola foi para a direita onde Karavaev executou um centro muito bem medido, ao segundo poste, onde apareceu de rompante Yaremchuk.

Depois desse golo, a Escócia ficou abalada, mas não desanimou e continuou a discutir o jogo, só que com menos acerto do que precisava. Ainda assim, chegou ao 1-2, aos 79 minutos, em lance 'estranho' marcado por Callum McGregor, com Stepanenko ainda a tirar a bola da sua baliza - mas já para lá da linha de golo, considerou o sistema de 'goal line', num lance ondse guardião Georgiy Bushchan facilitou duas vezes.

Sólida a defender, rápida e perigosa a atacar, a Ucrânia poderia ter 'matado o jogo' por Zubkov, mas foi mesmo Dovbyk que fechou as contas, aos 90+5 minutos, de novo em contra-ataque, lançado por Zinchenko.

No final, os ucranianos fizeram a festa, num momento muito difícil para o país.

Agora, a Ucrânia nem sai da Grã-Bretanha, na sua rota para o Qatar, e tem encontro marcado com o País de Gales em Cardiff, domingo, na final do caminho A dos 'play-offs' europeus, para encontrar o último representante europeu no Mundial2022.

Ficha de jogo!

 - Onze da Escócia: Gordon; Aaron Hickey, McTominay, Hanley, Cooper, Robertson; Gilmour, McGregor, McGinn; Adams e Dykes.

Suplentes Escócia: Marshall, Kelly; O’Donnel, Souttar, Christie, Hendry, McKenna, Armstrong, Stewart, Brown, Ferguson e Taylor.

 - Onze da Ucrânia: Bushchan; Karavaev, Zabarnyi, Matviyenko, Mykolenko; Stepanenko, Malinovskyi, Zinchenko; Yarmolenko, Tsygankov e Yaremchuk.

Suplentes Ucrânia: Pyatov, Riznyk; Sobol, Bondar, Syrota, Sydorchuk, Shaparenko, Dovbyk, Mudryk, Pikhalonok, Kacharaba e Zubkov.

*Artigo atualizado

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.