Declarações no final do encontro Colômbia-Japão (1-2), da primeira jornada do Grupo H do Mundial de futebol de 2018, disputado hoje em Saransk, na Rússia:

Os números do encontro

José Pekerman (selecionador da Colômbia): "Queríamos começar com uma vitória. Perder logo aos três minutos um jogador tão importante não é fácil. Nós sobrevivemos na primeira parte, empatámos com um jogador a menos, mas o Japão ajustou-se à situação na segunda parte, tendo conseguindo jogar melhor e criar oportunidades para a vitória. Fisicamente, na segunda parte, também não estivemos bem, foi muito desgastante andar atrás da bola”.

Akita Nishino (selecionador do Japão): "Desde o começo do jogo que fomos muito agressivos. Ficámos cedo com mais um jogador e fomos melhores que a Colômbia. Na primeira parte, o jogo até foi equilibrado, mas na segunda fomos seguramente superiores. Corrigimos alguns posicionamentos, controlámos o jogo, a bola e com justiça chegámos ao segundo golo”

Osako (jogador da Japão, melhor jogador em campo): "Marcar um golo no Campeonato do Mundo era um sonho que eu tinha desde criança. Consegui e estou muito feliz. Nesta competição tudo pode acontecer e nós começámos muito bem a competição. Temos um pensamento positivo e acreditamos que podemos ir longe".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.