Um já passou dos 30 e o outro ainda nem chegou aos 20; um é goleador consagrado e o outro está destinado a ser a próxima superestrela do futebol mundial. Edinson Cavani e Kylian Mbappé prometem um grande duelo nos quartos de final do Mundial 2018, caso o atacante uruguaio consiga recuperar-se da lesão sofrida frente a Portugal na ronda anterior.

Tanto a 'Celeste' como os 'Bleus' devem boa parte do êxito de chegar a esta ronda a Cavani e Mbappé, ambos autores de dois golos nas vitórias contra Portugal (2-1) e Argentina (4-3), respetivamente.

Ambos, que nesta temporada partilharam o balneário no PSG, onde comemoraram vitórias pelos títulos nacionais e a decepção pela eliminação nos oitavos da Champions, vão enfrentar-se em Nizhni Novgorod na próxima sexta-feira... isto se a lesão na panturrilha que Cavani sofreu no jogo contra os portugueses não o deixar fora de combate para enfrentar os franceses.

O uruguaio e o francês integraram na última temporada um PSG que bateu todos os recordes de golos, com 171 tentos marcados em 57 jogos oficiais (uma média de três por jogo), superando o Real Madri (145 golos em 61 partidas) e o Manchester City (144 em 57).

Recorde de goleadores para o 'Matador' da 'Celeste'

De todos estes golos, o 'Matador' Cavani fez 40 (28 na Ligue 1, sete na Champions e cinco na Taça de França), além de ter feito nove assistências. Acabou como o principal marcador do campeonato francês e bateu recorde de golos na história do PSG, superando o sueco Zlatan Ibrahimovic.

Mbappé, por sua vez, marcou em 21 ocasiões e fez 14 passes de golo aos seus companheiros na primeira temporada no clube parisiense, ao qual chegou depois de protagonizar a segunda contratação mais cara da história de futebol: 180 milhões de euros ao Mónaco, atrás apenas dos 222 milhões pagos pelo PSG ao Barcelona por Neymar.

Cavani nasceu há 31 anos em Salto, pequena cidade do norte do Uruguai, onde também nasceu Luis Suárez. Teve uma infância difícil, sem "água quente" para tomar banho, nem "um centavo no bolso", mas com liberdade para jogar descalço nos campos da sua cidade.

Depois de se formar no Danúbio e tornar-se no máximo goleador do torneio do Sul-americano Sub-20 no Paraguai em 2007, 'Edi' mudou-se para a Itália à procura de um futuro, na mesma idade com que Mbappé já era um astro do futebol. Após passar pelo Palermo e se destacar no Nápoles, em 2013 foi contratado por um Paris SG com fome de glória europeia, que ainda não chegou.

Ascensão meteórica de Mbappé

Kylian Mbappé nasceu na capital francesa em 1998 no mesmo ano em que os 'Bleus' venceram o seu Mundial de futebol, embora tenha sido criado em Bondy, nos arredores de Paris. Nascido e criado no seio de uma família de desportistas - o pai era treinador e mãe ex-jogadora de andebol -, Mbappé começou a jogar no clube da sua cidade até entrar em Clairefontaine, a prestigiada academia da Federação Francesa de Futebol.

Dali passou para o Mónaco, com o qual se estreou na equipa profissional em 2015, ainda sem ter completado 16 anos! No Principado foi ganhando protagonismo até a temporada da sua explosão, 2016/2017, na qual levou a equipa monegasca a vencer o campeonato nacional e alcançar as semifinais da Liga dos Campeões, o que chamou a atenção dos grandes clubes da Europa e acabou contratado pelo PSG.

Não há dúvida de que Cavani e Mbappé integram um dos melhores ataques do mundo no PSG.... juntamente com Neymar, o craque da seleção brasileira que poderá enfrentar o uruguaio ou o francês se passar às semifinais do Mundial 2018.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.