A Espanha empatou esta segunda-feira 2-2 com Marrocos, na terceira jornada do grupo B do Mundial2018 de futebol, mas sentiu grandes problemas face à agressividade e intensidade de jogo dos marroquinos.

Em igualdade pontual com Portugal no arranque da jornada, desempate que não se desfez no termo da mesma, a Espanha acaba por seguir em frente em primeiro do grupo ao beneficiar de ter mais um golo marcado do que Portugal, que segue em segundo. Assim, os espanhóis defrontam no domingo a Rússia, enquanto Portugal mede forças com o Uruguai no sábado, nos oitavos de final da prova.

Marrocos cedo surpreendeu a Espanha, quando se adiantou aos 14 minutos, por Khalid Boutaib, os espanhóis reagiram e empataram pouco depois por Isco (19), mas na fase final a seleção africana voltou a causar surpresa, quando Youssef En Nesyri recolocou a sua equipa na frente (81), tendo a Espanhaimpostpo o empate aos 90+1, por Iago Aspas.

A seleção marroquina confirmou as indicações que tinha deixado frente a Portugal, muito forte fisicamente e com uma intensidade de jogo que criou grandes problemas à Espanha, os quais se agudizaram a partir dos 14 minutos, quando Boutaib inaugurou o marcador, aproveitando um erro defensivo a meias entre Sérgio Ramos e Iniesta para se isolar e bater de Gea.

No entanto, cinco minutos volvidos, Isco repôs a igualdade, na sequência de uma excelente iniciativa de Iniesta à linha de fundo, a cruzar para o interior da área para a finalização do médio do Real Madrid.

O ‘tiki-taka’ espanhol não foi tão eficaz como aconteceu frente a Portugal, porque a seleção marroquina é muito mais agressiva a defender do que a portuguesa, tão agressiva que na primeira parte teve quatro jogadores ‘amarelados’ por entradas duras sobre adversários, e criou grandes dificuldades à circulação de bola espanhola.

A Espanha não conseguia criar espaços de penetração no bloco defensivo marroquino, a exceção foi mesmo Iniesta, aos 45+2, ao provocar um desequilíbrio com o seu drible curto, a ir à linha efetuar um cruzamento que fez a bola passar à frente da baliza marroquina sem que ninguém a tocasse para o fundo das redes.

Na segunda parte, o cariz do jogo não se alterou, apesar das substituições introduzidas pelos dois treinadores com as entradas de Fajr e En Nesyri para o lado marroquino, aos 64 e 72 minutos, e de Asensio e Iago Aspas, para o lado espanhol, com as duas equipas encaixadas e sem criar desequilíbrios, parecendo satisfeitas com o empate.

No entanto, um lance de bola parada, aos 81 minutos, desfez esse equilíbrio, quando En Nesyri bateu Sérgio Ramos de cabeça e fez o 2-1, após um pontapé de canto.

A Espanha parecia sem frescura e força anímica para chegar ao empate, mas um cruzamento de Carvajal, aos 90+1, proporcionou um belo golo a Iago Aspas, ao desviar a bola com o calcanhar para o fundo das redes, resultado que garantiu o primeiro lugar no grupo B à Espanha e o consequente apuramento para os oitavos de final, nos quais vai defrontar a seleção anfitriã, a Rússia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.