Um golo de Odemwingie ainda na primeira parte bastou para a Nigéria bater a Bósnia e Herzegovina, em jogo da 2.ª jornada do Grupo F disputado no Arena Pantanal. Este resultado coloca os bósnios fora da prova. Os nigerianos irão discutir com a Argentina o primeiro lugar do grupo mas podem até acabar eliminados, caso percam e o Irão vença a Bósnia.

Depois da derrota frente a Argentina, a Bósnia sabia que mais um desaire significaria o adeus ao Mundial2014. Já os nigerianos, após o empate com o Irão, estavam menos pressionados. Mas em campo os campeões africanos fizeram valer o seu físico e um menor desacerto na finalização para conquistar os três pontos e ficar perto do apuramento.

Apesar da boa entrada da Nigéria, a Bósnia foi a primeira a introduzir a bola na baliza do adversário mas o golo não contou. Dzeko apareceu isolado, rematou para o fundo da baliza de Enyeama mas o árbitro considerou (mal) que o avançado do Manchester City estava em fora-de-jogo. Era o melhor período da Bósnia e Herzegovina no jogo, que viu Enyeama negar-lhe o golo em duas ocasiões, a remates de Hajrovic e Dzeko.

A resposta da Nigéria apareceu em forma de golo, arrancado em velocidade e à força. Emenike correu pelo corredor direito, levou tudo à frente e serviu Odemwingie na pequena área para encostar para golo.

Dzeko, o mais inconformado dos bósnios, tentava o golo de todas as formas mas os seus remates ou saiam para fora ou acabam nas mãos de Enyeama ou a esbarrar nos corpos de Yobo e Ambrose, os centrais da Nigéria.

No segundo tempo, o jogo continuou dividido, com o perigo a rondar as duas balizas. Com o jogo partido, os bósnios sentiam enormes dificuldades para travar os velozes e fortes avançados nigerianos: Musa, Emenike, Odemwingie e Babatunde.

Sem capacidade de pressão para recuperar a bola ainda no meio-campo contrário, os bósnios deixavam que fossem os nigerianos a perder a posse para iniciar movimentos atacantes. A verdade é que a seleção campeã africana teve várias oportunidades para resolver o jogo mas decidiu sempre mal o último passe.

O selecionador bósnio colocou a "carne toda no assador" no segundo tempo para tentar chegar, pelo menos, ao empate mas sem sucesso. Já nos descontos, a Nigéria apanhou dois sustos quando Enyeama teve de se aplicar para defender um remate de Dzeko. E mesmo a acabar Enyeama, com ajuda do poste, defendeu mais um tiro de Dzeko, o mais inconformado dos bósnios.

A Bósnia fica assim eliminada do Mundial2014. Já a Nigéria irá discutir com a Argentina o primeiro lugar do grupo mas pode até acabar eliminada, caso perca e o Irão vença a Bósnia.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.