As 13 seleções da Europa presentes no Mundial2014 têm um total de 299 jogadores e, desses, 298 atuam no continente europeu: falta apenas um, o médio Zvjezdan Misimovic, que alinha na China.

Atualmente com 32 anos, Misimovic nasceu em Munique, na Alemanha, tem ascendência sérvia, mas joga na seleção da Bósnia-Herzegovina e atua no Ghuizou Renhe, oitavo classificado do campeonato chinês.

Desde 2013 na China, o médio bósnio não é um jogador qualquer, é uma das grandes figuras da seleção bósnia, sendo um dos “capitães”, o número 10 e o jogador mais internacional do país, com 81 jogos na seleção principal.

Autor de 25 golos, apenas menos 10 do que Edin Dzeko, o avançado do Manchester City que é a principal “estrela” do conjunto, Misimovic também é um dos jogadores com mais golos na história da Bósnia-Herzegovina.

O “10” da bósnia está agora na China, mas já jogou em grandes equipas, nomeadamente no “gigante” Bayern Munique, que teve de abandonar em 2004 para jogar, tendo em conta que estava tapado por craques como Ballack, Schweinsteiger ou Zé Roberto.

A opção foi continuar na Alemanha, tendo-se seguido Bochum, Nuremberga e Wolfsburgo, clube ao serviço do qual se sagrou sensacionalmente campeão na primeira de três épocas, em 2008/2009: em 33 jogos, marcou seis golos e fez 20 assistências, muitas delas para o compatriota Dzeko.

Após três épocas no Wolfsburgo, rumou ao Galatasaray e depois ao Dínamo de Moscovo, até optar pela China, para ser, no Mundial2014, o único “estrangeiro” entre os 299 jogadores das 13 representantes europeias na prova brasileira.

Contando apenas as seleções do “velho continente”, a Inglaterra é o país mais representando, com 65 futebolistas, contra 45 da Alemanha, 43 de Itália, 33 de Espanha e 28 da Rússia. Portugal é nono da tabela, com 10.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.