O ex-internacional Maniche, um dos futebolistas da “era Scolari”, considera que Portugal, a jogar em casa, pode vencer qualquer seleção, mesmo que seja a Rússia e que já o demonstrou em outras ocasiões.

Em declarações à agência Lusa, o antigo futebolista falou do próximo encontro da seleção, de qualificação do Grupo F da zona europeia para o Mundial2014, agendado para sexta-feira no Estádio da Luz, em Lisboa (20h45).

«A pressão e responsabilidade não são apenas neste jogo, mas em todos. Há sempre surpresas. Já tivemos alguns dissabores com isso mesmo, mas a jogar em casa, independentemente de ser a Rússia ou não, penso que Portugal pode ganhar a qualquer seleção do Mundo», salientou o ex-jogador.

Maniche, que fez parte dos eleitos de Luís Felipe Scolari nas campanhas do Euro2004 e Mundial2006, sustentou que «Portugal já o comprovou», mas que acima de tudo «há que provar dentro de campo» que é melhor.

O antigo médio, que passou pelos “grandes” Benfica, FC Porto e Sporting, mas também por vários clubes estrangeiros (Dínamo Moscovo, Chelsea, Atlético Madrid, Inter Milão e Colónia), foi um dos jogadores titulares na maior vitória sobre a Rússia (7-1).

A goleada aconteceu na campanha de qualificação para o Mundial da Alemanha (2006), num grupo em que Portugal se acabaria por apurar destacadamente, como primeiro classificado e com mais sete pontos do que a Eslováquia.

O triunfo aconteceu no Estádio de Alvalade, a 13 de outubro de 2004, com Maniche a jogar até aos 72 minutos, substituído por Petit, médio que “bisaria”, bem como Cristiano Ronaldo. Os restantes golos foram apontados por Simão, Deco e Pauleta.

«O jogo começou-nos por correr de feição, com uma entreajuda enorme. Era um jogo importante, pois, jogando em casa, precisávamos de ganhar e, como tal, demos tudo para o conseguir, perante uma equipa difícil, mas perante a qual acabámos por dilatar o marcador», explicou.

O ex-futebolista definiu ainda a Rússia como um adversário que é sempre «fortíssimo», mas que o resultado de então mostra também que «nada é impossível».

Portugal é terceiro no Grupo F, com os mesmos 11 pontos e seis jogos de Israel, enquanto a Rússia é líder, com 12 pontos, em quatro jogos disputados. Na visita aos russos, a equipa portuguesa, treinada por Paulo Bento, perdeu em Moscovo por 1-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.