O Lille ganhou hoje ao Dijon e assumiu a liderança da liga francesa de futebol, seguido pelo Paris Saint-Germain (PSG), que bateu o Lorient, pelo Lyon, que empatou com o Brest, e pelo Marselha, que perdeu com o Rennes.

O turco Yusuf Yazici, aos 19 minutos, e o norte-americano Timothy Weah, aos 90+2, marcaram os golos da vitória do Lille (2-0), que jogou fora e contou com os portugueses José Fonte e Xeka (saiu aos 72 minutos) no onze titular, com Tiago Djaló a entrar aos 84 e com Renato Sanches de fora do encontro por lesão.

Ao cabo de 15 jornadas, o Lille segue na liderança da Ligue 1 com 32 pontos, enquanto o Dijon é o ‘lanterna vermelha' com nove pontos.

Já o PSG bateu em casa o Lorient, também por 2-0, com golos de Mbappé, de penálti, aos 51, e do italiano Kean, aos 61, ascendendo ao segundo lugar com 31 pontos.

O internacional português Danilo, ex-FC Porto, começou o jogo no onze titular, mas foi substituído logo aos 11 minutos devido a lesão.

Por seu turno, o Lyon quebrou a série de cinco triunfos consecutivos no campeonato e empatou em casa com o Brest (2-2).

Um autogolo do guarda-redes luso Anthony Lopes inaugurou o marcador aos 39 minutos e, depois do descanso, o holandês Memphis Depay devolveu a igualdade (69), marcando com sucesso uma grande penalidade.

Quando o costa-marfinense Maxwel Cornet fez o 2-1 para o Lyon, aos 81, tudo parecia encaminhado para nova vitória da formação que jogava em casa, e que tinha mais uma unidade em campo, após a expulsão de Paul Lasne aos 74, mas o Brest alcançou o empate aos 90+2, através de um penálti.

Assim, o Lyon está no terceiro lugar com 30 pontos, enquanto o Brest, que teve Heriberto Tavares como suplente não utilizado, é décimo classificado com 22 pontos.

O Marselha, orientado pelo técnico português André Villas-Boas, perdeu na deslocação ao campo do Rennes (2-1) e é o quarto classificado com 27 pontos (em 13 partidas disputadas), enquanto o adversário de hoje é sexto com 25 pontos.

O médio francês Pape Gueye estave em destaque no encontro, pela positiva e pela negativa. Primeiro, marcou o tento inaugural do jogo, aos 24 minutos, mas apenas 12 minutos depois foi expulso por acumulação de cartões amarelos.

Reduzido a 10 homens, o Marselha ainda aguentou a vantagem até ao intervalo, porém, no segundo tempo, o Rennes deu a volta ao marcador, graças ao maliano Hamari Traoré (63) e ao francês Adrien Hunou (83).

Num dia em que se realizaram todos os 10 jogos da 15.ª jornada, o Mónaco, com Gelson Martins a titular, somou a terceira derrota consecutiva na liga, perdendo em casa por 3-0 com o Lens. Depois de ficar reduzido a 10 jogadores aos 23 minutos, após a expulsão do defesa Axel Disasi, a formação monegasca foi 'abatida' com três golos na primeira parte: Sylla marcou logo no primeiro minuto, Banza aos 33 e Kakuta aos 39.

O Mónaco está em oitavo com 23 pontos, enquanto o Lens é sétimo com 24 pontos.

No embate entre Bordéus e Saint Étienne, venceram os segundos, que se adiantaram no marcador aos 15 minutos por Nordin. A jogar em casa, o Bordéus empatou por Hwang aos 24, mas Neyou deu os três pontos à formação forasteira aos 75, que colocam o Saint Étienne em 14.º com 16 pontos, enquanto o Bordéus é 13.º com 19 pontos.

O Estrasburgo venceu fora o Angers por 2-0, com o senegalês Habib Diallo (77) e o francês Ludovic Ajorque (90+1) a marcarem. O Angers contou com o avançado português Mathias Pereira a titular (foi substituído aos 81 minutos).

O duelo entre o Montpellier e o Metz também terminou com a vitória dos visitantes por dois golos sem resposta. O belga Aaron Leya, de penálti (50) e o costa-marfinense Habib Maiga foram os marcadores de serviço e deram os três pontos ao Metz (12.º com 20 pontos).

O Montpellier, que contou com o defesa Pedro Mendes durante todo o encontro, segue em quinto lugar com 26 pontos.

Bem mais abaixo na tabela está o Nimes, que é o penúltimo classificado (11 pontos) e foi derrotado em casa pelo Nice, do atacante português Rony Lopes (atuou durante 79 minutos), mais uma vez com o marcador fixado nos 2-0.

Os golos da vitória surgiram já na reta final do desafio, por intermédio do suíço Dan Ndoye (85) e do francês Aléxis Maurice (90+3). O Nice segue no 11.º lugar com 21 pontos em 14 jogos disputados (tem um encontro em atraso).

Por fim, o duelo entre o Reims e o Nantes terminou com a vitória dos primeiros, que jogavam em casa, por 3-2. O Nantes ainda marcou primeiro, aos 18, por Nicolas Pallois, mas a ‘cambalhota' no marcador foi feita em apenas seis minutos.

El Bilal Toiuré, do Mali, marcou aos 68, Boulaye Dia, do Senegal, aos 72, e o francês Mathieu Cafaro fez o 3-1 para o Reims aos 74. Cinco minutos depois, o Nantes ainda reduziu por Ludovic Blas, mas não evitou a derrota.

Graças à vitória, o Reims fugiu dos lugares de despromoção e é agora 17.º com 13 pontos, enquanto o Nantes está logo acima, no 16.º posto, com 14 pontos.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.