Miguel Cardoso foi criticado pelo presidente do Nantes, após mais uma derrota da sua equipa. O Nantes perdeu com o Lille por 2-1, num jogo onde o português José Fonte esteve em destaque, com um golo e uma assistência.

Waldemar Kita, presidente do Nantes, não está a gostar da forma de jogar da equipa de Miguel Cardoso,

"No futebol, o resultado é que conta. Andar a brincar com a bola às vezes pode ser bom, mas é preciso ir atrás do golo nas alturas certas. A prova disto é que o nosso golo surge numa jogada simples, de apenas três passe. Além disso, é difícil ver tantos milhões gastos no banco e penso que é preciso encontrar um equilíbrio. Temos jogadores de qualidade nos quais investimentos muito dinheiro e eles devem estar em campo", disse o dirigente, citado pelo 'Canal Plus'.

Ora Miguel Cardoso escutou as palavras mas recusa-se a entrar em polémicas com o seu presidente.

"É normal que o presidente não esteja contente. Ele já falou connosco no balneário, de uma forma positiva para o grupo. Isso é importante. Não há polémica nenhuma", garantiu o ex-treinador do Rio Ave, garantindo que a sua equipa não vai mudar a sua forma de jogar

"Ter convicções não é ser estúpido. Considero-me uma pessoa de convicções fortes, é importante ter perfil de líder. Cometemos erros, é normal, aceito essa palavra. Mas é a cometer erros que se aprende", comentou, Miguel Cardoso, antes de terminar.

"Não é porque o mar está mau que os pescadores vão deixar de sair".

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.