O futuro de André Villas-Boas no Marselha ficou em dúvida depois da saída do diretor desportivo Andoni Zubizarreta, com quem o treinador português tinha uma excelente relação, e já se começaram mesmo a falar de alguns nomes para lhe sucederem, incluindo outro português, Leonardo Jardim.

Entretanto, o diário marselhês  'La Provence' escreve que os jogadores ficaram "em choque" com a saída de Zubizarreta e com a eventual partida de André Villas-Boas, técnico que garantiu ao clube o segundo lugar na Ligue 1 e o consequente regresso à Liga dos Campeões, sete anos depois.

O canal de televisão "RTL" acrescenta que o guarda-redes Mandanda e um colega estrangeiro terão mesmo recusado participar numa sessão fotográfica com os novos equipamentos, em rebelião pelos atos de gestão da Direção nos últimos dias.

É que, apesar dos bons resultados, a direção do clube pensa vender pelo menos dois jogadores para cobrir o défice económico, assumindo que os "pressupostos financeiros serão diferentes". A saída de Payet, uma das principais figuras da equipa, por exemplo, também é já apontada como certa. Uma estratégia que preocupa e muito o plantel.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.