No início deste mês, Pablo Machín deu que falar ao criticar a tecnologia do videoárbitro, depois de Roque Mesa ser expulso da partida frente ao Bétis por acumulação de amarelos. Na altura, o treinador do Sevilha afirmou que "para isso, é melhor arbitrar no BAR, com 'B', a beber umas cervejas."

Esta quarta-feira o treinador dos espanhóis voltou a atacar o VAR, desta vez sobre a partida da quarta jornada da Liga Espanhola frente ao Getafe, que o Sevilha perdeu por 2-0, no passado domingo. Durante a antevisão do jogo entre o Sevilha e o Standard Liège, para a fase de grupos da Liga Europa, Pablo Machín disse que "vamos em quatro jornadas e as piores decisões têm sido sempre contra nós. Há um processo de teste e tivemos o azar de ser as cobaias."

"Podíamos estar melhor na Liga, mas vamos tentar não depender desses erros ou acertos do VAR. É difícil arbitrar, mas não pensámos que fosse tão difícil verificar as ações do VAR", uma opinião partilhada com Pablo Sarabia, médio dos andaluzes, que na mesma conferência de imprensa afirmou que "seria bom ajustar o VAR para que ele não nos voltasse a incomodar."

O Sevilha recebe esta quinta-feira o Standard Liège, às 17h55, para a primeira jornada do grupo J da Liga Europa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.