O SC Braga somou, esta quinta-feira, a primeira derrota na Liga Europa, diante do Ludogorets (2-o) em jogo da terceira jornada da fase de grupos. Ambos os golos da formação búlgara, um remate de cabeça de Cosmin e um auto-golo de Raul Silva, ocorreram quando os minhotos estavam por cima do jogo. Com este resultado, a equipa de Abel Ferreira perde a liderança do Grupo C precisamente para o adversário desta noite - fica com seis pontos, menos um do que o Ludogorets.

No duelo em que se discutia a liderança do grupo, o SC Braga entrou determinado a chegar rapidamente à vantagem. Logo aos 8 minutos, um lance estudado na esquerda permitiu o cruzamento tenso de Paulinho, com Ricardo Ferreira a colocar a bola dentro da baliza. Ainda se festejou golo, mas o árbitro assistente assinalou posição irregular ao central dos minhotos.

A equipa de Abel Ferreira apresentava-se mais pressionante, conseguindo impedir as saídas para o ataque da formação búlgara e aos 24' Forster por pouco não fazia auto-golo, após responder a um cruzamento de Jefferson. Renan estava batido.

O SC Braga dominava o encontro mas foi mesmo o Ludogorets a abrir o marcador, aos 25 minutos: canto na direita, com Cosmin Moti, nas alturas, a cabecear de cima para baixo para o primeiro da partida. Matheus ainda deu uma palmada na bola, mas não consegue evitar o golo do adversário.

Em desvantagem, o SC Braga foi perdendo alguma capacidade ofensiva, sendo que os visitantes ainda tiveram outra oportunidade de dilatar a vantagem, mas o remate de Wanderson Farias (27') acabou por ser travado por uma grande defesa de Matheus, a desviar junto ao solo.

O segundo tempo começou com os minhotos novamente por cima. Aos 54 minutos, na sequência de um canto, Raul Silva cabeceou nas alturas para uma grande defesa de Renan, por impulso. E tal como aconteceu na primeira parte, o Ludogorets chegaria novamente ao golo contra a corrente de jogo, só que desta vez na sequência de uma infelicidade de Raul Silva.

Tudo começou num enorme erro de Goiano, a fazer um mau atraso e a entregar a Lukoki que, na cara de Matheus e já quase sem ângulo, acerta no poste. Raul na pressa de chegar, acaba por meter a bola dentro da própria baliza, quando esta passeava junto à linha de golo.

Abel Ferreira aproveitou para mexer na equipa e lançou Bruno Xadas e Fábio Martins, com este último a obrigar Renan a uma defesa apertada aos 63 minutos. O técnico dos minutos acabou expulso do banco de suplentes na sequência de protestos depois de o árbitro não ter assinalado uma mão na bola de Anicet Andrianantenaina, na área.

O SC Braga bem tentou chegar ao golo, mas a organização tática dos búlgaros conseguiu travar as investidas da equipa da casa, que soma assim o primeiro desaire na prova, depois de duas vitórias sobre o Hoffenheim e o Basaksehir (vitória dos alemães por 3-1 no outro jogo do grupo).

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.