O Sporting venceu, esta quinta-feira, o Aberdeen por 1-o em partida a contar para a 3.ª eliminatória do Playoff e seguiu para o playoff da Liga Europa onde vai medir forças frente ao Lask.

Primeiro jogo oficial do Sporting, e frente aos escoceses do Aberdeen. O quarto classificado da Escócia frente ao quarto classificado da liga portuguesa em 2019/20.

Uma equipa leonina que ainda não tinha feito um jogo oficial esta temporada, depois da estreia adiada frente ao Gil Vicente devido a casos de COVID-19 em ambas as equipas. Portanto de uma lado o Aberdeen com mais jogos nas pernas, já tendo somado algumas partidas na Liga Europa e na liga escocesa frente a um leão ainda 'verde' no que a jogos oficiais diz respeito e com muitas ausências.

Sem Rúben Amorim e com o plantel desfalcado foi Emanuel Ferro quem dirigiu a equipa leonina. Na equipa do Sporting, Tiago Tomás foi a principal novidade, relegando Sporar para o banco. Os verdes e brancos estenderam-se em campo no seu já habitual 3-4-3: Com Feddal, Luís Neto e Coates no trio defensivo, Nuno Mendes e Porro abertos nas alas e com Matheus Nunes e Wendel atrás de Vietto, Jovane e Tiago Tomás.

O avançado de 18 anos fez por merecer a estreia já que logo ao minuto 8´ apontou o único golo da partida. Depois de um boa recuperação de bola de Wendel, Vietto lançou Tiago Tomás que em boa posição bateu o guardião do Aberdeen.

Veja o golo de Tiago Tomás

Os verdes e brancos chegaram com facilidade na frente do marcador, o que fazia antever uma partida fácil, o que não acabou por acontecer. Os escoceses eram pouco dotados tecnicamente, mas compensavam com a dimensão física. O Aberdeen tentou responder, chamando para si a bola e conseguindo ligar algum do seu jogo. Ainda assim não demonstravam muita capacidade para chegarem ao último terço. Ao minuto 32´surgiu o lance de maior perigo para o Aberdeen ainda na primeira parte. Cabeceamento de Logan, depois de um livre da direita, com o guardião do Sporting a ter que se aplicar.

Ainda antes do final da primeira parte, o Sporting podia ter dilatado na vantagem. Primeiro foi Jovane a rematar para defesa apertada de Lewis. Um minuto volvido, Tiago Tomás teve a oportunidade para atirar de longe, mas chutou para as nuvens. Ficava a sensação que se o Sporting acelerasse o jogo, podia facilmente criar perigo, já que a equipa escocesa deixava a equipa verde e branca trocar a bola e denotava claras debilidades técnicas.

A segunda parte iniciou-se pachorrenta, com o Sporting em vantagem frente um Aberdeen muito longe de ser a equipa escocesa que venceu a Taças das Taças em 1983, com o mítico Alex Ferguson no comando técnico da equipa.

Ao minuto 57´, esteve à vista o segundo do Sporting, num cabeceamento de Tiago Tomás ligeiramente por cima, depois de um cruzamento de Pedro Porro.

O Sporting depois pareceu querer gerir o jogo demasiado cedo e chegou a colocar-se a jeito frente à equipa escocesa, conjunto muito inferior à equipa leonina. O jogo encontro ainda deu para Daniel Bragança somar minutos na Liga Europa, ao entrar ao minuto 85´.

Ao minuto 88´, o Aberdeen teve a derradeira oportunidade. Hedges apareceu em excelente posição, mas atirou um pouco ao lado da baliza no canto do cisne da equipa escocesa.

O Sporting terá de ser muito mais competente frente ao Lask no plyaoff se quiser chegar à fase de grupos da Liga Europa. Os austríacos despacharam o DAC por 7-0.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.