O SC Braga voltou a ser batido, agora em casa, pelo Rangers, por 1-0, e está fora da Liga Europa. Na Pedreira, os minhotos tudo fizeram para marcar mas as melhores oportunidades foram dos escoceses, que marcaram por Kent, no segundo tempo. A equipa de Gerrard ainda falhou uma grande penalidade.

Veja as melhores imagens do jogo

Esta eliminatória esteve perto de ficar resolvida em Glasgow quando o SC Braga apanhou-se a vencer por 2-0 mas uma ponta final fantástica, com alguma sorte à mistura, permitiu ao Rangers dar a volta ao jogo e vencer.

Por isso seria preciso uma equipa mais compacta a defender, já que esta equipa já tinha batido o FC Porto na fase de grupos em casa, além de ter empatado no Dragão.

Os minhotos entraram fortes, acercando-se da baliza de McGregor mas o primeiro lance de golo foi dos escoceses: em contra-ataque de dois para um, Arfield apareceu na cara de Matheus mas o guarda-redes brasileiro levou a melhor. Aos 20 minutos, novo lance de golo do Rangers: Raul Silva perdeu a bola, Hagi serviu Kent na área mas o remate deste saiu um pouco ao lado. A precisar de vencer, o Braga via o adversário criar lances de golo. Era preciso mudar algo.

Só aos 26 minutos os 'guerreiros' criaram a primeira situação de real perigo. Sequeira centrou, Paulinho cabeceou para grande defesa de McGregor.

Aos 45 minutos, a equipa de Steven Gerrard beneficiou de uma grande penalidade, após Raul Silva jogar a bola com a mão dentro da área minhota. Chamado a bater, Hagi permitiu a defesa de Matheus. Excelente tirada do brasileiro a manter os minhotos ainda em jogo.

No segundo tempo, Rúben Amorim trocou Palhinha por João Novais, para tentar ter mais criatividade no meio-campo e arriscou tudo aos 53, com a entrada de Galeno no posto do central Raul Silva, desastroso esta noite. Os minhotos deixavam de jogar com cinco atrás e passavam a ter mais homens na frente.

Kent, que já tinha ficado perto do golo aos 56, marcou mesmo aos 61, em lance de contra-ataque. Hagi meteu a bola nas costas da defesa minhota, a jogar muito subida, Kent ganha em velocidade e, num um-para-um com Matheus, rematou para o fundo da baliza. Duro golpe para os homens de Ruben Amorim que teriam de marcar dois golos e não sofrer nenhum para passar.

Ruben Amorim colocou 'toda a carne no assador', com a entrada de Abel Ruiz no posto do defesa David Carmo. Do outro lado respondeu Steven Gerrard, com as entradas de Aribo e Ojo nos postos de Hagi e Kamberi, refrescando assim o ataque, sempre a espreitar o contra-golpe para terminar com as aspirações minhotas.

O 2-0 podia ter acontecido aos 77 minutos mas Arfield estava em fora de jogo. O avançado meteu a bola dentro da baliza, após defesa de Matheus.

Os minhotos carregaram de todas as formas, nem sempre com o melhor discernimento, na tentativa de marcar. Paulinho atirou ao poste aos 72 e cabeceou ao lado aos 77, em dois lances em que ganhou de cabeça.

Já nos descontos, Ojo viu Matheus negar-lhe o 2-0, em lance de contra-ataque.

O Rangers segue em frente com um agregado de 4-2, depois de duas vitórias: 3-2 em casa e 1-0 fora de casa.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.