O treinador português Luís Castro disse hoje que a sua equipa, o Shakhtar Donetsk, vai encontrar nos 16 avos de final da Liga Europa um adversário “muito forte”, deixando elogios ao Benfica.

“O Benfica é muito forte, estão na liderança da Liga portuguesa”, começou por dizer Luís Castro, avançando logo com os nomes de "Pizzi e Carlos Vinicius" como os jogadores que levam mais de duas dezenas de golos em conjunto.

Apesar das individualidades apontadas, Luís Castro, que substituiu esta época na formação ucraniana o também treinador português Paulo Fonseca, salientou que o clube da Luz vale enquanto coletivo.

“Coletivamente são fortes, consistentes. São uma equipa equilibrada, nos aspetos defensivos e ofensivos, muito bem orientada pelo Bruno Lage”, indicou ainda Luís Castro.

O treinador, que na última época estava no Vitória de Guimarães, antes no Desportivo de Chaves e no Rio Ave, mas também no FC Porto, e assinalou à assessoria do Shakthar que os jogos com este tipo de adversários, como o Benfica, são sempre difíceis.

A equipa ucraniana, que lidera o campeonato com mais 14 pontos do que o segundo, o Dínamo Kiev, terá agora uma paragem competitiva de inverno e apenas voltará à competição quando receber o Benfica em 20 de fevereiro.

“Vamos estagiar para nos prepararmos para o campeonato e para a Liga Europa. Para essa eliminatória, temos que conseguir um bom resultado na primeira mão, de modo a encararmos de forma otimista o segundo jogo”, acrescentou Luís Castro.

Benfica e Shakthar são duas equipas relegadas para os 16 avos de final depois de terem sido terceiras nos respetivos grupos da Liga dos Campeões.

Na Liga Europa, o Shakthar recebe o Benfica em 20 de fevereiro na primeira mão, enquanto o segundo jogo disputa-se em 27 do mesmo mês no Estádio da Luz.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.