A UEFA voltou esta quarta-feira a mostrar-se contra o projecto da criação de uma Superliga Europeia, ideia confirmada terça-feira pelo agora ex-presidente do Barcelona, Josep Maria Bartomeu.

O organismo máximo do futebol europeu lembra que os princípios de solidariedade, promoção, despromoção e Ligas abertas não são negociáveis e que são eles que fazem o futebol europeu funcionar e que tornam a Liga dos Campeões a "melhor competição desportiva do mundo", acrescentando que a nova competição se tornaria "inevitavelmente aborrecida".

"O presidente da UEFA, Aleksander Ceferin, já disse várias vezes que é contra a Superliga. Os princípios da promoção relegação e de novas Ligas não estão abertos a negociações. É assim que o futebol europeu funciona e a Liga dos Campeões é a melhor competição do mundo", lembrou a UEFA.

Os principais clubes europeus estarão a pensar avançar com esta Superliga Europeia, composta por 18 equipas, já em 2022.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.