Antes do encontro de quarta-feira com o Villarreal, da primeira mão dos quartos de final da Liga dos Campeões, Julian Nagelsmann, treinador do Bayern, considerou que o Liverpool - adversário do Benfica nesta fase da competição - é a melhor equipa ainda em prova.

"A equipa em melhor forma é o Liverpool. A regularidade é um factor decisivo nesta competição e atualmente apenas o City e o Liverpool têm essa regularidade. Mas quando nós estamos bem também somos difíceis de defender" frisou o técnico de 45 anos em entrevista ao jornal espanhol 'El País'.

Nagelsmann falou ainda da sua ideia de jogo. "A minha filosofia é a de controlar os jogos através da posse de bola e de mudanças de ritmo. Acho que essa é a chave. Tens de ter um bom controlo de bola para que consigas que o adversário ocupe determinados lugares e desocupe outros e assim criar espaços. Mas também tens de reconhecer os momentos em que é necessária uma mudança de ritmo para acelerar a ação. Não gosto da posse de bola do futebol neerlandês, na qual o objetivo é manter a bola durante horas. Interessa-me ter a bola de forma a criar espaços, interessa-me que os jogadores reconheçam esse mesmo espaço e mudem de ritmo para atacar o espaço", explicou o técnico alemão.

Um estilo de jogo contrastante com aquele que vai encontrar pela frente agora, no embate com o Villarreal. "Eles não assumem tantos riscos no passe e reduzem o espaço atrás da linha da bola. Mas também vejo que assim não conseguem agressividade máxima na pressão. Não vamos poder deixar adormecer o nosso jogo", salientou concluiu.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.