A 'final a oito' da Liga dos Campeões de futebol, que será disputada em Lisboa em agosto, vai ser disputada à porta fechada, anunciou hoje a UEFA, que vai aplicar a medida também à Liga Europa.

Em comunicado, o organismo de cúpula do futebol europeu dá conta das decisões do Comité Executivo, hoje tomadas para o restante da temporada 2019/20, a ser disputada até agosto devido à pandemia de covid-19.

Outra das decisões prende-se com a realização nos estádios de cada clube dos restantes jogos da segunda mão dos oitavos de final da 'Champions' e da Liga Europa, e não em território neutro, como chegou a ser equacionado.

Há duas exceções a esta medida, já anunciadas em junho, nomeadamente o Inter de Milão-Getafe e o Sevilha-Roma, jogos em que não foi disputada sequer a primeira mão, e que agora serão 'resolvidos' num só jogo, na Alemanha, que vai receber a 'final a oito' da Liga Europa.

"A UEFA vai continuar a monitorizar a situação e reserva o direito de remarcar quaisquer jogos para os locais do torneio final [Lisboa ou Alemanha], no caso de surgirem novos acontecimentos que tornem a realização no estádio originalmente planeado impossível", pode ler-se no comunicado.

A nota detalha ainda o processo que levou à escolha de realizar os jogos à porta fechada, da proteção da saúde face à pandemia de covid-19 à "responsabilidade de providenciar o ambiente mais seguro possível" para garantir a conclusão das competições e a "justiça desportiva", num momento em que alguns países permitem viagens, e adeptos nos estádios, e outros não.

"O Comité Executivo considerou prudente que todos os jogos UEFA decorram à porta fechada até nova comunicação. A decisão foi tomada em concordância com associações nacionais e as autoridades das ?finais a oito', de Portugal, Alemanha e Espanha [este último da Liga dos Campeões feminina]. A restrição aplica-se, também, aos restantes jogos da Youth League", adianta a nota.

Outra decisão relativa à Liga Europa prende-se com o adiamento da introdução do sistema de vídeoárbitro (VAR), que arrancou na fase a eliminar de 2019/20, mantendo-se na de 2020/21, mas chegando à fase de grupos apenas em 2021/22.

A interdição dos estádios para adeptos mantém-se, igualmente, na fase de qualificação para as competições na época 2020/21, que serão disputados a apenas uma mão.

A UEFA aprovou ainda um protocolo relativo ao regresso ao futebol, e às normas sanitárias e de segurança que exige, que torna obrigatório que todos os clubes e federações cumpram com as regras delineadas no documento no caso de participarem em competições europeias, quer de clubes quer de seleções.

Uma inédita 'final a oito' está marcada para Lisboa, a partir de 12 de agosto, com as equipas a disputarem quartos de final, meias-finais e final na capital portuguesa, entre o Estádio José Alvalade e o Estádio da Luz, que recebe a final em 23 de agosto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.