A Juventus recebeu e venceu os húngaros do Ferencvaros com direito a cambalhota no marcador, selando a passagem aos oitavos de final da Liga dos Campeões, num jogo em que Cristiano Ronaldo, melhor marcador da história da competição, marcou pela primeira vez na presente edição da prova.

O jogo, contudo, e ao contrário do que se esperava, esteve longe de ser fácil para a turma de Turim, que se viu a perder à passagem do minuto 19, quando Uzuni abriu o ativo para os visitantes, antecipando-se a Danilo no coração da área da Juventus após centro vindo da direita. Isto pouco depois de Dybala ter desperdiçado a primeira oportunidade de golo para os da casa.

A reação veio dos pés de Cristiano Ronaldo. O português, que tinha falhado o último jogo da Juve na Champions, frente ao Barcelona devido à infeção com a COVID-19, voltou à sua prova 'fetiche' (da qual é o goleador máximo da história) e assinalou o regresso com o seu primeiro golo na presente edição da competição. Um remate fulgurante, rasteiro, de pé esquerdo, que surpreendeu toda a gente e só parou no fundo das redes.

A jogar em casa, a Juventus partiu em busca da reviravolta no marcador, mas teve de suar para a conseguir. Mostrou-se perdulária, apesar de criar algumas situações de perigo e os minutos iam passando na segunda parte até sem que a bola voltasse a entrar. Até que, já dentro do período de descontos, o espanhol Morata deu, de cabeça, o melhor seguimento a um cruzamento de Cuadrado e fez o 2-1 final.

A vitória deixa a Juventus com 9 pontos no Grupo G, a três do líder e 100 por cento vitorioso Barcelona. As duas equipas têm já o apuramento garantido e vão agora lutar pelo primeiro lugar na secção.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.