O Liverpool dominou muito, mas nada fez contra o Atlético. Os colchoneros bateram o campeão da Europa, na primeira mão (1-0) dos oitavos de final da Liga dos Campeões.

Sem Félix por lesão, uma equipa 'colchonera' marcou cedo, e a partir daí cerrou os punhos e segurou uma importante vantagem.

Logo a abrir os 'reds' sentiram-se toldados. Saúl marcou o primeiro, depois de um canto de Koke e muita confusão na área. Ñiguez empurrou para o primeiro da partida.

O Liverpool chamou para si o controlo do jogo, mas quase nunca conseguiu incomodar verdadeiramente o Atlético que quando se vê a ganhar, sabe fechar-se como ninguém lá atrás. Até teve que ser Alisson a aplicar-se para evitar novas investidas dos espanhóis.

Aos 27´, Salah ainda marcou, mas o lance foi anulado.

No segundo tempo, o egípcio teve nova chance, num cabeceamento que saiu desviado. Aos 68´, foi Morata que teve chance sublime, mas escorregou no momento do remate. Henderson, aos 74´, teve uma das últimas chances da equipa de Klopp, mas a bola passou a rasar o poste. Em cima dos descontos, Diego Costa, entrou na segunda parte, atirou por cima na última chance da equipa do Atlético.

Um bom Atlético frente a um campeão europeu apagado. Espanhóis partem em vantagem para a segunda mão, mas o Liverpool tem chance para dar a volta ao texto.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.