A UEFA decidiu hoje punir com o encerramento parcial do estádio do clube alemão Union Berlim no próximo encontro da Liga Conferência Europa de futebol, devido aos incidentes racistas no jogo com os israelitas do Maccabi Haifa.

A decisão foi tomada pelo Comité de Controlo, Ética e Disciplina na sequência de um processo de investigação aberto pela UEFA, poucos dias depois do encontro, disputado em 30 de setembro.

A sanção hoje anunciada prevê o encerramento dos setores 13 e 14 do estádio, habitualmente ocupados pelos adeptos do Union Berlim, e obriga o clube a colocar uma tarja com a expressão #NoToRacism com o logótipo da UFEA nos espaços encerrados.

No encontro com o Maccabi Haifa, o primeiro de uma equipa israelita no estádio olímpico de Berlim, construído para acolher os Jogos de 1936, um grupo de adeptos da equipa da casa dirigiu cânticos antissemitas ao clube visitante.

A formação alemã anunciou, entretanto, ter proibido a entrada nas suas instalações de um adepto, identificado como o autor dos incidentes.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.