Ángel Torres confessou, numa entrevista ao jornal espanhol Marca, que se orgulha de ter um excelente relacionamento com a ex-presidente de Barcelona, ​​Joan Laporta.

"Espero que ele volte, embora não saiba se os regressos são bons. Eu sempre me dei muito bem com Laporta, ele é um tipo muito engraçado e seria bom encontrá-lo novamente”, diz o presidente do Getafe, fazendo outro confissão

"No primeiro ou no segundo ano de Messi, tínhamos quase um contrato fechado para ele vir ao Getafe por empréstimo. No final, Rijkaard não aceitou e ficamos apenas com o desejo", diz Torres sobre um princípio de acordo com Laporta envolvendo o craque argentino, quando este tinha apenas 18 anos.

Outro elemento que estava prestes a sentar-se no banco do Getafe foi Pep Guardiola, em 2008, antes de assumir o comando técnico do Barcelona.

“Um dia, estávamos num sorteio europeu na Suíça, Txiki (Begiristain, diretor de desportivo do Barça na altura) e a ideia era que Laudrup treinasse o Barcelona e ficássemos com Guardiola, porque Laporta, no começo, não estava convencido em contratar Pep".

A saída de Rijkaard foi dada como certa e as opções para substituí-lo reduziram-se a Laudrup e Guardiola. O técnico dinamarquês, que chegou à final da Taça do Rei e aos quartos de final da Liga Europa naquela temporada com o Getafe, foi excluído da lista do Barcelona e o Laporta acabou mesmo por apostar em Pep Guardiola.

Enquanto isso, o Getafe decidiu não renovar com Laudrup, apesar da sua boa época, tendo contratado outro ex-jogador do Barça, Víctor Muñoz.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.