O Real Madrid comunicou esta manhã que Francisco Gento, mítico antigo jogador dos 'merengues', faleceu aos 88 anos de idade.

Gento era uma das lendas vivas do conjunto madrileno e o único jogador da história a ter erguido por seis vezes a Taça dos Campeões europeus, que conquistou com a camisola do Real entre as décadas de 1950 e 1960.

Para além dos seis títulos de campeão europeu de clubes, ao serviço do Real, Gento ganhou também por 12 vezes a Ligas espanhola, por duas vezes a Taça do Rei e por uma a Taça Intercontinental, sendo um dos jogadores mais titulado da história do futebol. Pela sua velocidade, era conhecido como "ventania da Cantábria", região de onde era natural.

Antes de representar o Real Madrid, Gento - que em 2016 tinha sido eleito presidente honorário do clube - vestiu também a camisola do Racing Santander. Foi 42 vezes internacional pela seleção principal de Espanha, apontando cinco golos e integrando a seleção que conquistou o Campeonato da Europa de 1964, embora não tenha jogado na final, ante a União Soviética.

Nascido em Guarnizo, na Cantábria, em 21 de outubro de 1933, Gento, um extremo esquerdo puro, disputou 600 jogos pelo Real Madrid, tendo assinado 182 golos.

Gento, que marcou cinco golos nas 43 vezes que vestiu a camisola da seleção espanhola, tendo disputados os Mundiais de 1962 e 1966, iniciou a carreira no Racing Santander, em 1952/53, tendo, na época seguinte, rumado ao Real Madrid.

Depois de terminar a carreira, treinou vários clubes de divisões inferiores, como o Real Madrid Castilla, o Castellón, o Palencia e o Granada.

Em 2016, dois anos após a morte de Alfredo Di Stéfano, foi nomeado presidente honorário do clube espanhol.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.