O defesa português Nélson Monte, fugido da Ucrânia devido ao ataque militar russo, foi hoje contratado pelo clube andaluz de futebol Almeria, atual segundo classificado da segunda divisão espanhola.

O polivalente defensor de 26 anos, que se notabilizou ao serviço do Rio Ave, representava o Dnipro, mas viu-se obrigado a viajar de carro até à Roménia com a família, no final de fevereiro, devido às hostilidades em território ucraniano.

Com a suspensão das competições desportivas ucranianas e a autorização especial por parte da FIFA, o atleta pôde transferir-se e ser agora inscrito em Espanha.

No Almeria, Monte vai encontrar um lote de compatriotas composto pelo defesa Daniel Carriço, o médio Samuel Costa e o avançado Dyego Sousa.

“É forte na marcação, contundente no jogo aéreo e tem sentido de antecipação. Tecnicamente, tem um bom nível e pode sair a jogar com bola com critério”, lê-se no sítio oficial do Almeria na Internet.

A Rússia lançou a 24 de fevereiro uma ofensiva militar na Ucrânia que já causou pelo menos 691 mortos e mais de 1.140 feridos, incluindo algumas dezenas de crianças, e provocou a fuga de cerca de 4,8 milhões de pessoas, entre as quais três milhões para os países vizinhos, segundo os mais recentes dados da ONU.

A invasão russa foi condenada pela generalidade da comunidade internacional que respondeu com o envio de armamento para a Ucrânia e o reforço de sanções económicas a Moscovo.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.