A Federação Grega de Futebol aplicou penas pesadas ao AEK e o seu presidente, após os incidentes com a equipa de arbitragem chefiada por Soares Dias, num jogo da Taça frente ao Aris de Salónica. O emblema de Atenas, onde atuam os portugueses Hélder Lopes, Paulinho, André Simões e Nélson Oliveira, foi punido com dois jogs a porta fechada e multado em 68 mil euros. Já o seu presidente, Dimitris Melissanidis, está proibido de entrar em estádios de futebol nos próximos oito meses, além de ter pagar uma multa de 20 mil euros.

Estas multas dizem respeito aos incidentes verificados a 04 de março, na primeira-mão das meias-finais da Taça da Grécia, jogo que foi dirigido por uma equipa de arbitragem portuguesa chefiada por Artur Soares Dias. Paulo Soares e Tiago Martins foram os árbitros assistentes deste encontro e Pedro Mota o videoárbitro.

Tudo começou quando Soares Dias assinalou uma grande penalidade para o Aris de Salónica, convertida pelo português Bruno Gama, que assim empatara a partida (o AEK venceria por 2-1). A decisão não agradou aos adeptos e dirigentes do AEK. Alguns foram até aos túneis de acesso aos balneários para mostrar o seu descontentamento.

Soares Dias escreveu no relatório de jogo que "quando os árbitros se encontravam no túnel de acesso aos balneários três a quatro adeptos da equipa da casa, sem acreditações ou com direito de estar naquela zona, tentaram atacar os árbitros, gritando 'porquê penalti?', 'não houve penalti', vão-se f... todos'".

Os incidentes foram presenciados pelo observador do jogo, Simeon Tzolakidis e estão relatados no relatório que este enviou à Federação Grega de Futebol.

"Segundo fui informado pelos árbitros, um dos homens aproximou-se do primeiro árbitro assistente que estava à frente, dizendo 'eu sou o chefe', agarrou-o pelos órgãos genitais e pressionou-os", escreveu Simeon Tzolakidis no seu relatório.

O observador, que estava alguns metros atrás do local dos incidentes, escreveu que com a intervenção dos responsáveis do AEK e a polícia, Artur Soares Dias e companheiros foram levados para os balneários.

O encontro foi reatado com 25 minutos de atraso, depois de a polícia e elementos da organização do jogo, garantirem que estavam reunidas as condições para se jogar a segunda parte.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.