As equipas do Recreativo da Caála e o Interclube empataram sem golos, num jogo de nível técnico muito pobre e com pouco espectáculo, pontuável para 13.ª jornada do Girabola2018/19, disputado este domingo, no estádio do Caála.

Advinham-se, em princípio, uma boa partida. As duas formações subiram ao relvado com a impressão de que fariam um jogo de grande emoção, circulando rápido a bola e apostando num futebol de profundidade e com sucessivos cruzamentos para a área.

Com muito mais posse de bola e aperto na marcação, os caseiros até chegaram a marcar, aos seis minutos, por intermédio de Tchitchi, que desviou de cabeça um cruzamento de França, após desfazer-se de dois adversários, mas, o trio de arbitragem, liderado por Bernardo Nangolo, anulou o golo por situação irregular do dianteiro “caalense”.

Daí em diante, registou-se uma partida bastante pobre, sobretudo, pelo facto de os “polícias” não se terem motivado tanto como os anfitriões, numa altura em chovia bastante na cidade da Caála, 23 quilómetros da cidade do Huambo, que, condicionou, em parte, o nível técnico do jogo.

Terminada a chuva, que se bateu durante, aproximadamente, 30 minutos, o Interclube procurou equilibrar o desafio com algumas incursões junto da baliza de Boneco, mas, viu Paty, uma das suas principais unidades no meio campo, a ser expulso, com vermelho directo aos 45 minutos, por agredir Brazuca, com uma palmada no rosto.

Após o intervalo, os dois conjuntos reentraram com as mesmas pretensões de visarem as balizas contrárias, com o Caála a defender com todos os homens e, atacar da mesma forma, mas, infelizmente, as jogadas perdiam-se à entrada da área, sem criar situação de perigo.

Aos 76, Makusa, em posição privilegiada, desperdiçou uma das maiores oportunidades do encontro, ao atirar a bola para cima da baliza, numa jogada iniciada por Tchitchi, em que faltava apenas finalizar, depois de o mesmo estar cara a cara com o internacional angolano Landu.

Os últimos minutos, tal como sucedeu na etapa inicial, nada de melhor se viu, já que a qualidade do jogo ia decaindo ao poucos, com os atletas de ambas equipas a acusarem alguma incapacidade de reter a bola e fazê-la circular, daí a razão de o resultado se ajustar perfeitamente ao desempenho dos dois conjuntos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.