Os futebolistas do Wuhan Zall, principal clube de Wuhan, onde teve origem a pandemia de Covid-19, chegaram hoje à China, com a equipa, que conta no plantel com o defesa português Daniel Carriço, a ficar em quarentena.

O jogador internacional português, de 31 anos, assinou pelo Wuhan em 20 de fevereiro, depois de sete anos e meio ao serviço do Sevilha.

Durante a crise sanitária na China, o plantel do Wuhan manteve-se em Espanha, mas com a mudança do epicentro da pandemia para a Europa, segundo a Organização Mundial de Saúde, o clube decidiu regressar ao país de origem.

O plantel deixou no domingo a região da Andaluzia, onde se manteve em estágio, até antecipar o regresso à China, que devia acontecer apenas no final de março.

“Depois de um dia inesquecível e duro, a equipa chegou a Shenzhen às 15:00 de segunda-feira [horas locais]”, referiu o clube, cujo plantel esteve parado em Frankfurt, na Alemanha, antes de receber autorização para continuar viagem.

Já em Shenzhen, no sul da China, demorou 12 horas a chegar ao hotel onde permanecerá, devido a controlos sanitários, com o objetivo de evitar a propagação do novo coronavírus, e ficará em isolamento durante 15 dias, indicou a agência Xinhua.

O coronavírus responsável pela pandemia da Covid-19 infetou cerca de 170 mil pessoas, das quais 6.850 morreram. Das pessoas infetadas em todo o mundo, mais de 75 mil recuperaram da doença.

O surto começou na China, em dezembro, e espalhou-se por mais de 140 países e territórios, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia.

Depois da China, que regista a maioria dos casos, a Europa tornou-se o epicentro da pandemia, com quase 60 mil infetados e pelo menos 2.684 mortos, o que levou vários países a adotarem medidas excecionais, incluindo o regime de quarentena e o encerramento de fronteiras.

Em Portugal há 331 pessoas infetadas, segundo o mais recente boletim diário da Direção-Geral da Saúde, tendo-se registado na segunda-feira a primeira morte.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.