A Ucrânia vai voltar a deixar os espectadores regressarem aos estádios para assistirem a jogos de futebol, com os recintos a poderem contar com 25 por cento da sua lotação máxima, depois de três meses de portas fechadas devido à COVID-19. A revelação foi feita pelo responsável pela Federação Ucraniana de Futebol esta quarta-feira.

A Ucrânia começou a aligeirar as restrições impostas à população em maio, de forma a ajudar à recuperação da economia, com o governo a rever mensalmente as medidas de confinamento, a obrigar ao uso de máscaras e a impor normas restritas na frequência de locais públicos.

Andriy Pavelko, presidente da Federação Ucraniana de Futebol, revelou no Facebook que o ministro ucraniano da saúde "tinha acabado de aprovar a admissão de espectadores nos jogos em modo de teste, entre 25 e 29 de julho".

Os estádios poderão, então, ter 25 por cento da sua lotação ocupada, com a possibilidade de essa percentagem subir para os 50 por cento se estes primeiros testes correrem bem, explicou Pavelko, citando as diretrizes que lhe foram dadas pelo governo local, que contudo ainda não confirmou oficialmente a notícia.

A Ucrânia registou aproximadamente 61 mil casos de COVID-19 e 1534 mortes, um número relativamente baixo em comparação com países da Europa ocidental. Contudo, o número de infeções tem vindo a subir nas últimas semanas.

Os clubes de futebol voltaram à ação na Ucrânia a 30 de maio, mas então com jogos à porta fechada.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.