As dificuldades financeiras que esperam o mundo do futebol quando as competições forem retomadas e muitos questionam qual a ordem de valores de transferência pelos quais se regerá, a partir daí, o mercado de transferências.

Em declarações à Radio Sportiva, de Itália, o reputado empresário de jogadores Vincenzo Morabito deu a sua opinião, salientando que a principal base de negócios passará pela troca de jogadores. Segundo Morabito, os melhores jogadores não mudarão de clube nos próximos tempos e os valores, esses, cairão para verbas a rondar aquelas que eram atingidas antes da transferência de Neymar do Barcelona para o PSG, em 2017, altura em que o brasileiro foi transacionado por uns astronómicos 220 milhões de euros.

"O mercado de transferências irá voltar aos níveis era 'pré-Neymar', baseados sobretudo em trocas de jogadores; as principais estrelas deverão permanecer onde estão», afirmou Vincenzo Morabito.

A título de curiosidade, refira-se que antes dessa transferência de Neymar para o PSG a contratação mais cara tinha sido a de Pogba pelo Manchester United, por 105 milhões de euros, seguida da de Gareth Bale, do Tottenham para o Real Madrid, por 100 mil euros, e da de Cristiano Ronaldo, do Manchester United para o Real Madrid, por 94 milhões de euros.

As transferências de Higuain do Nápoles para a Juventus (90 miilhões de euros) e de Luís Suárez do Liverpool para o Barcelona (82,5 milhões de euros), fecham o 'top 5' das transferências mais caras antes da mudança de Neymar para o PSG, referida por Morabito.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.