Diego Maradona renunciou hoje ao cargo de treinador do Gimnasia de La Plata, devido ao facto de o presidente do emblema argentino, Gabriel Pellegrino, não se candidatar às eleições daquele clube de futebol, que ocorrem no sábado.

“Maradona disse que, se não houvesse união, renunciava. Ele e as pessoas que trabalham com ele tentaram fazer com que o clube estivesse unido. A união fracassou, há listas, no sábado há eleições e qualquer dos dois [candidatos a presidente] vai escolher um treinador”, disse Pellegrino, em conferência de imprensa.

O argentino, de 59 anos, foi anunciado como técnico do Gimnasia de La Plata em 05 de setembro, tendo dirigido a equipa em oito jogos. Com três vitórias e cinco derrotas, o técnico deixa o clube no 22.º e antepenúltimo lugar, com 10 pontos conquistados.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.