A próxima edição da Super Liga Chinesa terá novas regras, no que a jogadores estrangeiros diz respeito. A Federação Chinesa de Futebol aprovou as novas regras, que têm mais a ver com a utilização de jogadores estrangeiros mas também os salários a pagar aos atletas.

Assim, cada equipa passa a poder ter cinco jogadores estrangeiros no plantel, sendo que apenas quatro podem entrar de início. Dantes, eram permitidos três estrangeiros no onze.

No que toca a salários, há mexidas. Os clubes só podem oferecer, no máximo, três milhões de euros por ano a atletas estrangeiros, valor que não incluiu eventuais bónus e o pagamento dos impostos associados.

Já os jogadores chineses não podem receber mais de 1,2 milhões de euros por ano, de salário.

Esta é uma medida para conter os altos salários que eram pagos aos atletas estrangeiros. Os que já tinham contrato, não vão ser afetados com estas regras. Óscar, médio brasileiro do Shanghai SIPG, de Vítor Pereira, é o atleta mais bem pago da Liga chinesa: recebe 500 mil euros por semana, dois milhões de euros por mês.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.