O antigo internacional holandês Rob Rensenbrink, ‘estrela’ do Anderlecht dos anos 1970 e finalista pelos Países Baixos dos Mundiais de 1974 e 1978, morreu hoje aos 72 anos, noticiou a agência de notícias Belga.

Segundo a Belga, o antigo avançado sofria de atrofia muscular progressiva há vários anos e morreu hoje em casa, anunciou o antigo colega de equipa Jan Mulder.

A carreira de Rensenbrink teve como ponto alto o período no Anderlecht, com quem venceu duas Taças das Taças, competição de que é o recordista de golos (25 tentos), e duas Supertaças Europeias, em 1976 e 1978.

Na seleção, que na década de 1970 viveu também um período ‘de ouro’, foi às finais dos Mundiais de 1974 e 1978, numa carreira que teve ainda um segundo lugar no concurso da Bola de Ouro da France Football, perdendo para o alemão Franz Beckenbauer em 1976, além de vários títulos de campeão belga.

Conhecido pelo drible e pela capacidade de finalização e passe, Rensenbrink marcou o milésimo golo de um Mundial de futebol e passou ainda por DWS (Holanda), Toulouse (França) e Portland Timbers (Estados Unidos), acabando com 46 internacionalizações e 14 golos pelos Países Baixos.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.