A herança de Maradona continua a dar de que falar, mais de um mês depois do desaparecimento do craque argentino, e conheceu novos desenvolvimentos na passada segunda-feira.

Carta escrita e assinada por Fidel Castro entre os 200 artigos de Maradona retidos na Alfândega
Carta escrita e assinada por Fidel Castro entre os 200 artigos de Maradona retidos na Alfândega
Ver artigo

De acordo com o advogado Mauricio D'Alessandro - representante legal de Matías Morla, advogado de Maradona - 'D10S' era dono de uma mansão em Havana, Cuba, oferecida por Fidel Castro.

Um dos filhos de Fidel Castro terá entrado em contato com o advogado de Maradona, para lhe relembrar que o pai tinha oferecido uma casa ao craque, que está repleta de objetos de valor.

"Fidel ofereceu-lhe uma casa na 'La Pradera'. É um velho caseiro que cuida dela. E tem muito tesouros de Diego. No sótão desta casa estão dezenas de objetos. É para fazer um museu", disse D'Alessandro, citado pelo jornal argentino 'La Nation', antes de listar alguns dos valores lá presentes.

"Existem fotos e cartas de líderes mundiais. Maradona levantava-se e escrevia nas paredes", listou.

Maradona passou quatro anos em Cuba, iniciados em janeiro de 2000, quando se mudou para a ilha para realizar um tratamento de reabilitação pelos seus problemas  com drogas. Nesse período criou uma relação de amizade com Fidel Castro, a quem chamou de "segundo pai".

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.