A treinadora do Sporting admitiu que “não podia ser mais estimulante” iniciar a Liga feminina de futebol frente ao campeão em título, o Sporting de Braga, e reforçou que os objetivos passam por conquistar campeonato e taças.

Susana Cova, que sucedeu a Nuno Cristóvão no comando técnico das ‘leoas’, referiu, em declarações à comunicação social, que defrontar as bracarenses na abertura da competição vai também dar boas indicações para a temporada.

“Não podia ser mais estimulante. Em termos de pré-época, faz com que toda a gente esteja com o seu ‘mindset’ acertado para começarmos logo com 101% e faz com que estejam acertadas para começar logo desde início com oportunidade para jogar, apesar de acharmos que toda a gente vai lutar por esse lugar durante toda a época”, confessou a técnica ‘leonina’.

Para Susana Cova, de 45 anos, o encontro de segunda-feira vai ser “equilibrado e vai indicar por onde continuar a crescer”.

Relativamente a objetivos, as competições internas são para conquistar, com a presença na próxima edição das Liga dos Campeões no horizonte.

“Reafirmar, mais uma vez, que os objetivos são lutar pela conquista da Liga, da Taça de Portugal e da Taça da Liga para podermos, dessa forma, auspiciar a ser o próximo representante português na Liga dos Campeões”, vincou Susana Cova.

Com a subida do Benfica à principal competição nacional, haverá mais competitividade, segundo a treinadora do Sporting, que também explicou o porquê de acreditar que a modalidade na vertente feminina tem tudo para crescer em Portugal.

“Esperamos um campeonato mais competitivo e que a cada época se vá tornando mais competitivo, porque os clubes [Sporting, Braga e Benfica] que estão com esta formação vão começar a não ter lugar para todas as jogadoras e vão passar a sair do processo de formação mais capazes e a espalharem-se pelas equipas”, justificou.

Também a avançada dos ‘leões’ Carolina Mendes fez a antevisão ao desafio, rejeitando que a presença das bracarenses na Liga dos Campeões, - foram goleadas por 7-0 frente ao PSG na quinta-feira -, possa ter influência na prestação.

“Podem estar um pouco mais cansadas, mas também dá outra preparação para o jogo contra nós. É uma competição diferente, mas penso que não será por aí que se vai decidir o jogo e o resultado”, explicou.

Ainda assim, para a jogadora do Sporting, os “pormenores vão fazer a diferença”, numa partida com “duas grandes equipas e jogadoras internacionais”.

Já o reforço para a nova época, a médio Raquel Fernandes, falou das primeiras semanas no novo clube e sublinhou também que o “detalhe” fará a diferença.

“Consegui adaptar-me bem, não é diferente do Brasil, a cultura e a língua. Isso ajuda bastante. Estamos a trabalhar forte, sabemos que [Sporting de Braga] é uma equipa muito boa e muito forte. Vai ser um jogo de detalhe e, se tivermos atitude e mais vontade do que elas, vamos sair vencedoras”, declarou.

Na segunda-feira, o Sporting recebe o Sporting de Braga, na Academia de Alcochete, pelas 17:30, na primeira jornada da I Liga feminina.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.