Depois da vitória na primeira mão da final da Copa do Brasil, frente ao Grémio, Abel Ferreira, treinador do Palmeiras, destacou a qualidade do adversário e realçou que o jogo ainda vai a meio.

"Primeiro dizer que foram duas grandes equipas que se enfrentaram aqui. Sabemos que a final se decide em dois jogos, estamos na primeira parte, então estamos em vantagem neste momento. Temos que continuar alerta, nada nos garante nada", disse, citado pelo 'globoesporte'.

O Palmeiras jogou boa parte da segunda parte com menos um jogador, após expulsão de Luan num lance que Abel, como ex-jogador, entende.

"São situações que acontecem no jogo. Já falei com o Luan, sei que os jogadores querem proteger a bola, ele é alto, tentou proteger. Sei que as pessoas vão dizer que foi imprudente. Eu fui jogador, sei como são esses lances, temos de proteger", explicou.

Por fim, o técnico frisou que se tratou apenas de mais uma vitória, fazendo a comparação entre as reações dos críticos depois da Libertadores e do Mundial de Clubes.

"Eu amo uma palavra que utilizo muito na minha vida, o equilíbrio. Ganhámos um jogo, nada mais. Perdemos o Mundial, fomos crucificados. Ganhamos a Libertadores, somos os melhores. Eu não vivo a minha vida e a minha profissão assim. Gosto que me critiquem com conhecimento, temos de olhar para isso porque não sabemos tudo, sou melhor treinador hoje pelo futebol brasileiro", afirmou.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.