A Associação Nacional dos Treinadores de Futebol Cabo Verde (ATFCV) intensifica os fóruns online, iniciados em finais de Maio, a todos os membros filiados, visando capacitar treinadores de diversos pontos do País, durante a pandemia da covid-19.

O presidente desta colectividade, Humberto Bettencourt, revelou à Inforpress que esta sequência de fóruns está a ser realizada em simultâneo com um outro fórum da União dos Treinadores de Futebol dos Países Lusófonos (UTFPL), que iniciou em finais de Dezembro, a uma série de formações online, no quadro de uma plataforma eleita para chegar a todos os países.

No âmbito de uma orientação da UTFPL, Bettencourt avançou à Inforpress que cada uma das associações nacionais membros, tem diretivas traçadas junto desta colectividade, de modo que cada um dos países consiga ter a sua metodologia, já que as particularidades se diferenciam consoante os países integrantes.

A nível de Cabo Verde, por exemplo, referiu que a associação que dirige optou por utilizar a língua crioula como instrumento de trabalho, por forma a superar eventuais dificuldades no recrutamento de palestrantes, para além de ser o meio mais favorável para se fazer passar a mensagem a todos os intervenientes.

“Tem sido muito produtivo e impactante. Tanto a nível interno como a nível da UTFPL. Temos estado a ter grande adesão dos treinadores e o feedback tem sido muito bom. Abordamos temas diferentes. Primeiramente elegemos temas e depois consultamos palestrantes consoante os temas em análise”, explicou este dirigente.

Treinadores com Lúcio Antunes, ex-selecionador de Cabo Verde de futebol, Rui Alberto Leite (Mindelense, São Vicente), Alírio Martins, treinador do Figueirense e da seleção do Maio, Bem-Hur Évora técnico da Académica do Sal, Nando da ilha do Maio, Emerson Jorge “Palela” Santo Antão, Ney Loko (Brava), João Borja (Fogo), Ravilson Duarte (Sporting da Boa Vista) são os nomes que já passaram por esta iniciativa.

Todos partilharam as suas ideias na valorização dos trabalhos dos treinadores cabo-verdianos da modalidade, no quadro desta iniciativa considerada frutífera pela AFTCV.

Por outro lado, sublinhou que seminários, palestras, fóruns, congressos e outras iniciativas online, envolvendo treinadores, jogadores e comentadores desportivos dos diferentes países lusófonos, foram reforçados pela UTFPL com a vinda da pandemia da covid-19, pelo que a formação iniciada em Abril tem o término previsto só para finais de Julho.

De acordo com a programação, após esta data, a UTFPL suspende todas as atividades do tipo para as férias durante 30 dias, para posteriormente retomar o evento, desta feita em círculo fechado, virado exclusivamente para treinadores.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.