O jovem prodígio Erling Haaland contra o veterano e ídolo Robert Lewandowski: o clássico entre Borussia Dortmund e Bayern de Munique desta terça-feira (28.ª jornada) pela Bundesliga colocará frente a frente os dois melhores marcadores da temporada na Liga dos Campeões.

A simetria entre Haaland e Lewandowski parece absoluta, com ambos a marcarem 41 golos cada, esta temporada, em 35 jogos, levando em consideração todas as competições.

Mas se tem algo que os diferencia são as suas trajetórias, com o goleador polaco de 31 anos a brilhar há várias épocas, enquanto que o norueguês de apenas 19 anos explodiu no cenário internacional em 2019-2020.

Há diferenças evidentes entre os dois atacante, mas também pontos em comum.

Números impressionantes de Haaland e Lewandowski

Ambos apresentam números incríveis esta temporada. Na Liga dos Campeões, suspensa desde março devido a pandemia de COVID-19, Lewandowski domina a lista dos melhores marcadores com 11 golos, enquanto que Haaland é o segundo com 10 tentos, oito deles marcados na fase de grupos, quando ainda defendia o RB Salzburgo da Áustria. Haaland, porém, não vai marcar mais golos na 'Champions' esta época, já que o Dortmund foi eliminado pelo Paris Saint-Germain nos oitavos de final.

Na Bundesliga, Lewandowski domina amplamente a tabela de goleadores (27 golos em 25 jogos). Haaland marcou 10 golos, mas só fez 10 jogos na competição alemã desde que chegou ao Borussoa Dortmund em janeiro.

Robert Lewandowski
Robert Lewandowski festeja golo pelo Bayern Munique créditos: @EPA/SASCHA STEINBACH

A vantagem do jovem norueguês está na média de golos: um a cada 69 minutos em campo, contra um a cada 82 minutos de Lewandowski.

Nas nove temporadas que leva na Bundesliga, Lewandowski foi o melhor marcador da competição quatro vezes.

Atuações memoráveis

O auge da carreira de Lewandowski foram os quatro golos que marcou contra o Real Madrid, quando ainda vestia a camisa do Borussia Dortmund, na primeira mão das meias-finais da Liga dos Campeões de 2012-2013.

Na Bundesliga, os seus cinco golos em menos de dez minutos contra o Wolfsburgo, já com a camisola do Bayern, em setembro de 2015, também fazem parte da sua marca.

Haaland é o primeiro jogador com menos de 20 anos a marcar nos seus cinco primeiros jogos da 'Champions'. Em setembro, tornou-se, aos 19 anos e 58 dias, o terceiro jogador mais jovem a marcar três golos na competição continental. Apenas Raúl González (Real Madrid) e Wayne Rooney (Manchester United) foram mais precoces.

Os seus sete golos nos três primeiros jogos na Bundesliga, em janeiro, iniciaram uma verdadeira 'Haalandmania' na Alemanha.

Dortmund como trampolim para Haaland

Desde há vários anos que o Borussia Dortmund se prima pela forma como descobre joias no futebol, como mostram os casos de Ousmane Dembélé, Shinji Kagawa ou Pierre-Emerick Aubameyang.

Lewandowski também foi uma delas. O avançado foi contratado ao ao Lech Poznan da Polónia quando tinha 20 anos, por 4,5 milhões de euros. Com o Borussia Dortmund, foi bicampeão alemão e vice-campeão europeu, antes de se transferir em 2014 para o Bayern.

Haaland festeja após marcar um golo na 'Champions' ao PSG
Haaland festeja após marcar um golo na 'Champions' ao PSG créditos: DR

Haaland chegou ao Dortmund com 19 anos, após uma primeira metade de temporada impressionante no Salzburg. O contrato com o Borussia é até 2024.

Os dois têm em comum o fato de não terem nascido em países que são potencias do futebol, o que, a priori, torna praticamente impossível as hipóteses de conquistarem um grande título (Mundial de Futebol ou Europeu) pelas suas seleções.

Rigor e profissionalismo

Os dois são estrelas dentro de campo, mas muito discretos fora dele, longe da imagem de ostentação ou de vida desenfreada de outros grandes nomes do futebol.

"Ele é um desses rapazes que se entregam a fundo nos treinos", elogiou o veterano central do Borussia Dortmund Mats Hummels sobre Haaland, afirmando que o rendimento do norueguês "não se deve à sorte".

Lewandowski é considerado há anos um exemplo de profissionalismo.

"Na sua cabeça ele só pensa em se alimentar bem, dormir bem, em treinar, pensa em futebol 24 horas por dia", revelou o técnico espanhol Pep Guardiola, que comandou o Bayern entre 2014 e 2016.

A dieta de Lewandowski é controlada pela sua 'personal trainer', a sua esposa Anna, uma ex-atleta polaca de karaté.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.