O Borussia Dortmund acolherá a partir de sábado, na zona norte do estádio, pessoas infetadas ou com suspeita de estarem infetadas com covid-19, anunciou hoje o clube alemão de futebol.

“O BVB [Borussia Dortmund] já tratou do espaço necessário”, em cooperação com a associação médica da região, adiantou o clube, que pretende aliviar o trabalho dos consultórios médicos da cidade e evitar que se criem novas cadeias de contágio em salas de espera.

O propósito é colocar à disposição das autoridades de saúde uma instalação moderna, onde as pessoas poderão ser orientadas por médicos, determinando se irão permanecer no domicílio ou se necessitam de internamento hospitalar.

“Evidentemente, é uma ideia invulgar, mas lá [no estádio] temos condições ótimas e acolhemos bem a proposta”, justificou Dirk Spelmeyer, presidente da associação médica de Dortmund, cidade na região da Renânia do Norte-Vestfália, uma das mais afetadas na Alemanha pela pandemia.

A Alemanha regista 87.244 casos de pessoas infetadas e 1.138 mortes.

O novo coronavírus, responsável pela pandemia da covid-19, já infetou mais de um milhão de pessoas em todo o mundo, das quais morreram perto de 54 mil. Dos casos de infeção, cerca de 200.000 são considerados curados.

Depois de surgir na China, em dezembro, o surto espalhou-se por todo o mundo, o que levou a Organização Mundial da Saúde a declarar uma situação de pandemia, e o continente europeu é neste momento o mais atingido, com cerca de 560 mil infetados e perto de 39 mil mortos.

Em Portugal, que está em estado de emergência desde as 00:00 de 19 de março e até às 23:59 de 17 de abril, registaram-se 246 mortes e 9.886 casos de infeções confirmadas, segundo o balanço feito hoje pela Direção-Geral da Saúde.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.