O Vasco da Gama, treinado pelo português Ricardo Sá Pinto, empatou no domingo 1-1 na receção ao Fluminense e permanece em zona de despromoção no campeonato brasileiro de futebol. Mas apesar do coro de críticas a Sá Pinto, o presidente do clube brasileiro continua a defender o treinador português.

"Não acho que uma mudança de treinador vá resolver. Leva tempo até o treinador conhecer o grupo e acho que todos devem dividir a responsabilidade. Jogadores, staff e direção", avançou Alexandre Campello ao Globoesporte.

"Ninguém ganha ou perde sozinho no futebol. Cada um tem que assumir sua responsabilidade. Ainda não conseguimos jogar com a mesma equipa duas vezes seguidas. Tivemos vários problemas com a Covid-19 e o treinador quase não teve uma semana completa para treinar", acrescentou ainda.

Recorde-se que após o encontro da 25.ª jornada do campeonato brasileiro, o Vasco da Gama manteve-se no 17.º lugar, a três pontos do Bahia, 16.º classificado e primeira equipa acima da zona de despromoção ao escalão secundário, com apenas seis vitórias em 24 partidas disputadas.

Seja o melhor treinador de bancada!

Subscreva a newsletter do SAPO Desporto.

Vão vir "charters" de notificações.

Ative as notificações do SAPO Desporto.

Não fique fora de jogo!

Siga o SAPO Desporto nas redes sociais. Use a #SAPOdesporto nas suas publicações.