O avançado brasileiro, que em 2013 deixou Jorge Jesus ajoelhado no Estádio do Dragão ao marcar o golo que ditaria a reviravolta no campeonato, ficou desempregado aos 26 anos, tendo sido dispensado pelo Avaí, o seu terceiro clube esta temporada.

Klevin tinha chegado em fevereiro, proveniente do Coritiba, depois de ter representado ao Fluminense.

Depois do FC Porto, Kelvin foi emprestado ao Rio Ave, seguindo-se o Palmeiras, São Paulo e ao Vasco da Gama. Desvinculou-se do FC Porto e assinou pelo Fluminense em 2019.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.