Um dia depois de Marcelo Crivella, prefeito do Rio de Janeiro, ter afirmado que não estavam autorizados treinos de equipas de futebol na cidade brasileira, o Flamengo voltou a treinar nos relvados do Ninho do Urubu, o centro de treinos do clube carioca.

Segundo o autarca, foi apenas autorizado o regresso dos futebolistas a recuperar de lesões e não a realização de treinos.

"Foram aprovados os procedimentos do caderno de encargos para evitar contágio quando os clubes voltarem aos treinos e aos jogos. Foi autorizada também a volta dos atletas lesionados e necessitar de tratamento. Isso foi comunicado ao presidente do Flamengo e do Vasco. Não foi aprovado regresso aos treinos", explicou Crivella na terça-feira.

No entanto, imagens aéreas captadas por um drone do Globoesporte mostram os jogadores do plantel divididos em dois grupos (um com nove, outro com dez elementos), ocupando dois dos relvados do complexo de treinos.

Ao Globoesporte, o Flamengo alega que os exercícios que têm sido realizados não podem ser considerados como um treino e, por isso, não infringiu as normas estabelecidas pelas autoridades.

Ao Globoesporte, uma fonte do Flamengo garantiu, ainda na terça-feira, que o regresso aos treinos consistiria apenas em avaliações. A verdade é que as imagens da Globo mostram os jogadores no relvado.

Newsletter

Receba o melhor do SAPO Desporto. Diariamente. No seu email.

Notificações

SAPO Desporto sempre consigo. Vão vir "charters" de notificações.

Na sua rede favorita

Siga-nos na sua rede favorita.